Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Felicidade!

Este texto faz parte da Boglagem Coletiva 
Emoções/Sentimentos da Glorinha do Café com Bolo

fonte imagem

Falar sobre felicidade não me parece muito fácil, pois posso divergir com muitos, porque tenho opinião diferenciada entre “ser feliz” e “felicidade”.
Calma! Eu explico.
Considero “ser feliz”, tratar-se de uma escolha.
Eu sou feliz, mas não estou livre das dificuldades e das desilusões. Nem por isso, vou deixar de responder a um “bom dia”, ver a beleza das flores ou corresponder ao sorriso de uma criança.
Posso num momento estar triste, mas isto não me atrapalha a ponto de me considerar infeliz.
Perdemos entes queridos, sofremos mágoas em nossos relacionamentos, fracassamos em nossos objetivos profissionais.
A ausência de dor é uma condição desnecessária para a felicidade.
A busca incessante da felicidade parece inútil. Ela pode estar do nosso lado e nem percebermos. O que me parece um exagero é a insistência de que temos que ser poupados dos desprazeres, das dificuldades, das desilusões e que felicidade é pura ausência de sofrimento.
Na vida, podemos cair a qualquer momento, é natural; e não é feliz aquele que nunca levou um tombo. Mas sim, aquele que sabe levantar e seguir seu caminho, dar a volta por cima e ter a coragem de recomeçar.
Não me deixo envolver pela infelicidade.
Vivo na busca constante do fazer, do saber mais, do construir, do tomar meu tempo com coisas que me tragam prazer e mente ocupada, não deixando assim motivos apenas para tristezas.
Considero-me uma pessoa produtiva, feliz, independente de como essa produção seja. Se não consigo mais trabalhar fora, procuro alegrar a convivência com os meus, fazendo sempre o que está ao meu alcance e dentro das minhas possibilidades.
Reclamar de vez em quando faz parte. Quem não o faz?
A tristeza me pega de “calças curtas” muitas vezes. Fico chateada com as atrocidades do dia-a-dia. Mas, quando não posso ajudar, procuro não deixar de ser feliz dentro do meu “mundinho”.
Parece muito egoísmo de minha parte. O importante é que não deixo de lutar para um mundo melhor e isto já é uma felicidade.
Também não considero que ela esteja no ter mais.
Ao se possuir mais, aumentamos nossas preocupações, o que pode nos trazer infelicidade. Há quem se considere muito feliz por morar num palácio, ter vários carros, viajar todo ano para a Europa, assim como os que com muito pouco se considerem muito felizes.
Para cada um que se encontra numa dessas condições, dou os meus sinceros Parabéns.
A busca do melhor, do crescimento humano, de realizações parece-me que traz muito mais felicidade. Tomo muito cuidado para que minha busca não se concentre apenas neste “ter mais”. O muito pode ser até prejudicial e o pouco desgasta todo ser humano.
Lembro-me de uma passagem, quando consegui comprar uma TV, (eu era criança, rsrs), em trocentas prestações, e o “panaca” do vendedor fez um comentário muito hilário:
- Sabe que ser pobre não deixa de ter seu lado bom. Garanto que você não vai nem dormir esta noite, admirando a compra.
Tongo! - resmunguei.
Mas, pensando bem depois, é a pura verdade. O momento é tão mágico que esquecemos do tempo, um ano para pagá-la, das  privações que podemos ter neste período.
A ficha demora a cair. Primeiro é o ápice da felicidade!
Não tenho sonhos concretos? Claro que sim! Não vivo de ilusões.
Aos poucos vou tentando transformá-los em realidade. Se vier tudo de uma vez e de graça, pode virar banalidade.
O mais importante é viver a vida, ser feliz e viver momentos de extrema felicidade.

Bjs no coração!

57 comentários:

Glorinha L de Lion disse...

Oiamiga, muito bom seu post! Concordo com tudo o que disse. cada um vê a felicidade de um jeito. Pra mim felicidade pose ser deitar numa rede e olhar o céu na varanda e pra outro andar de iate com motorista...hehe motorista de iate? é, deve ter...não que eu não ficasse feliz com um, mas isso não é tudo, vc disse muito bem. Concordamos mais uma vez, beijos querida, boa noite!

António Rosa disse...

Completamente de acordo, pois a felicidade é construída por nós mesmos e é uma receita difícil, pois são necessários alguns ingredientes.

Adorei esta sua frase: «Não me deixo envolver pela infelicidade.»

Beijos, Nilce.

Nilce disse...

Pessoal

É inacreditável, mas são mais de 4 horas da manhã e eu tentando visitar blogues que não pude ontem.
Mas a minha conexão não ajuda.

Desculpem-me se demorar um pouco para chegar até vocês.
Como sou teimosa, sei que consigo.

Viajo hoje à noite e os que não conseguir visitar durante o dia, no sábado com certeza visitarei.
Lá a net é bem melhor que a daqui.

Bjs no coração!

Nilce

Dama de Cinzas disse...

Eu definitivamente não acredito em felicidade como um estado pleno e constante, pelo menos não nesse mundo...

Acredito que temos bons momentos, boas fases e que devemos aproveitá-las, sem pensar se aquilo vai durar... Apenas aproveitar...

Beijocas

Cigana do Oriente disse...

A felicidade é feita de momentos bem aproveitados, de lembranças agradáveis e de esperança sempre num futuro melhor!
Beijos em boa viagem pra você!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Oi Nilce.
que post bom!
Realmente é isso mesmo. Mesmo que a gente tenha nossos momentos tristes, a gente não se deve deixar envolver pela infelicidade. A gente fica chateado, indignado. Mas tem tanta coisa boa nesse mundo que não vale a pena deixar-se abater.

Eh isso mesmo o negócio é saborear a vida e vamos que vamos!

bom dia querida amiga.

Leci Irene disse...

Bom dia! Concordo contigo! Ser feliz é viver, construir, fazer nosso caminho!
Beijos

Chica disse...

Linda tua participaçãoe a vida é cheiiiiiinha de coisas boas que estão diante de nós a cada dia e nos fazem felizes.

São em geral,as pequenas coisinhas,né?

beijos,lindo fds,chica

Barbie Girl disse...

Felicidade é o caminho e não o destino, não é mesmo?!
Fico feliz que vai participar da minha festa, quando divulgar me avise para participar do 2º sorteio!!

beijos

orvalho do ceu disse...

Oi, pessoa feliz.
Quanta FELICIDADE!!!
BOAS ESCOLHAS... dizer bom dia... a beleza das flores... o sorriso de criança... ocupar bem o tempo... ALEGRAR A CONVIVÊNCIA FRATERNA... lutar por um mundo melhor... a busca do MELHOR... do crescimento humano... de realizações... TER SONHOS CONCRETOS... viver a vida...
Hum!!!
Que delícia de vida!!!
Bjs felizes.

Isadora disse...

Oi Nilce é verdade, a felicidade é subjetiva. Para cada um vai significar algo e concordo com o ser feliz. As tristezas, dores e perdas são inevitáveis e a grabde questão é o quanto tempo esses sentimentos permanecem com conosco.
Um beijo

disse...

Olá Nilcinha, estava aqui lendo o que você escreveu e sentindo a força da felicidade em nossas vidas. É algo muito positivo, motivador e essa corrente que acaba sendo a blogagem coletiva, acaba que nos alimentando do desejo de ser feliz mais e mais levando conosco pessoas que gostamos. Seus exemplos e sua força alimenta esse sentimento e só tenho a agradecer a você e a cada um que contribui por esses momentos de extrema felicidade. Bjosss

disse...

Olá Nilcinha, estava aqui lendo o que você escreveu e sentindo a força da felicidade em nossas vidas. É algo muito positivo, motivador e essa corrente que acaba sendo a blogagem coletiva, acaba que nos alimentando do desejo de ser feliz mais e mais levando conosco pessoas que gostamos. Seus exemplos e sua força alimenta esse sentimento e só tenho a agradecer a você e a cada um que contribui por esses momentos de extrema felicidade. Bjosss

Liza Souza disse...

Ei Nilce! Eu amei o texto e como voce acredito que a felicidade é uma escolha que a gente faz e que a gente pode ser feliz mesmo diante das dificuldades do dia a dia.
Beijos e um ótimo fim de semana!

Betty Gaeta disse...

Oi Nilce,
Linda o seu texto sobre felicidade!
Gostei muito da história da TV. No fundo a realização de um desejo, tb nos traz felicidade.
Bjkas e um ótimo final de semana para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Deia disse...

Oi Nilce, você está coberta de razão, a felicidade não é a ausência de dores - se fosse, teria outro nome o que fazemos aqui, ao invés de VIDA. É sempre nossa postura de frente aos acontecimentos que nos faz transitar ora por momentos infelizes, ora por outros tantos tão felizes. Um beijo, Deia

Françoise disse...

É sim Nilce, momentos tristes nos impulsionam a buscar os de felicidade, a melhorar o que não está bom. Gostei do seu texto. Boa viagem , aproveite.

Beijos

Bordados e Retalhos disse...

Querida a felicidade está dentro da gente, né? Também procuro não abate com a infelicidade. Seu bordado está saindo. Feriadão vai ser momente para pensar muito em vc pois estarei envolvida com o present que vou enviar. Eu adoro bordar, vou estar muito feliz. Bjs

diariodumapsi disse...

Ei miga!
Quantas reflexões!
Aliás muito boas, pois a felicidade está no dia a dia, nas pequenas coisas! Só quem nunca teve uma televisão pode ter a felicidade de um dia ter uma!
gd beijo minha linda

diariodumapsi disse...

Ei miga!
Quantas reflexões!
Aliás muito boas, pois a felicidade está no dia a dia, nas pequenas coisas! Só quem nunca teve uma televisão pode ter a felicidade de um dia ter uma!
gd beijo minha linda

Tati Pastorello disse...

Olá Nilce querida, amei!! Também vejo a felicidade a meu lado, na verdade, a vejo dentro de mim. E ninguém me tira, mesmo que eu fique triste, ela ainda me habita.
Tive que rir do vendedor panaca. Ele está certo numa coisa, quando nos empenhamos por um sonho ele vale mais. Não acho que o pobre seja mais feliz. Acho que isso independe. Eu sou feliz por mim mesma, na minha casa, cozinhando, lavando, limpando. Seria tão feliz quanto já sou viajando pela Grécia, conhecendo o mundo inteiro, voando de 1ª classe, teria apenas menos trabalho! Sou capaz de ser feliz com muito ou com pouco!
Um beijo para minha amiga feliz, que me faz feliz muitas vezes! :)

Denise disse...

Oi Nilce!

Adorei o post de hj!

A felicidade depende de cada um.

É saber como se confrontar com as pedras no caminho.

Não só lamentar e ficar de braços cruzados, temos que reagir e superá-los.

Que tenha um fds prolongado maravilhoso!

Bjinhos

Nika disse...

Oi Nilce, concordo com vc felicidade depende de cada um , a sua forma de encarar os problemas e não deixar o desanimo e as magoas que acontecem na nossa vida nos roubar a felicidade..
Bjs ótima viagem..

Kelly disse...

Oi Nilce querida, concordo com você. Viver momentos triste não me impede de ser feliz, apesar das coisas que me fazem ficar triste, tenho uma família ótima, tenho o emprego que quero, enfim tenho motivos para me considerar uma pessoa feliz.
Grande beijo, adorei seu post

Bia disse...

Oi Nilce!

Ah! A felicidade! Tesouro tão procurado e quase sempre tão fácil de ser encontrado! A gente que fica cega...hahahah
Bjs

Beth/Lilás disse...

Oi, Nilce!
Falo às vezes pros amigos que fico feliz com pouca coisa porque quase tudo me diverte, sou realmente feliz, pra cima, bem humorada e tento passar isso no meu blog e pros amigos.
Claro, temos dias tristes também, mas o importante é isso que falou, tirar a felicidade das pequenas coisas e viver.
umbeijo grande carioca e boa viagem!

anita sereno disse...

ola que a felicidade resida sempre na sua vida no seu coração beijos

ValeriaC disse...

Nilce querida ... quero que voce seja muito feliz...doce final de semana...beijinhos...
Valéria

Eliane disse...

Oi Nilce realmente cada um ve a felicidade do seu modo e fico feliz que vc pense desse modo pois assim podemos trocar ideias diferentes e felizes. muitos beijos e muita felicidade pra vc.

Socorro Melo disse...

Nilce,

Maravilha de texto! Penso como você, acho que felicidade é uma escolha, e não preciso ter pra ser feliz, preciso ser(consciente, alegre, determinado, fraterno, solidário,bom e guerreiro), e não deixando que as tristezas da vida e os problemas interfiram nessa escolha.

Bombom disse...

Nilce, que grande verdade! Para mim Felicidade é esse estado de espírito, e é independente daquilo que se tem!
Um abraço da Bombom

Lúcia Soares disse...

Nilce, felicidade é tudo isso e cada um vê a sua a seu modo. Realmente uns sós e sentem felizes TENDO. E outros se sentem bem SENDO.
Basta-me muito pouco para ser feliz.
Beijos e boa viagem, bom regresso.

Gina disse...

Nilce, que maneira mais alto astral de encarar a vida!
Temos isso em comum, procuro focar no positivo, sempre.
Se alguém chegou aqui meio pra baixo, levantou o moral, com certeza!
Bjs.

Macá disse...

Nilce
"Não me deixo envolver pela infelicidade".
Sabe, eu penso como você: Quem não reclama de vez em quando?
Mas pra mim isso passa rápido e o que realmente importa, são as coisas, as pessoas, o meu dia, os amigos, com dinheiro ou sem. São as coisas que me fazem feliz.
um beijo

rouxinol de Bernardim disse...

Minha querida amiga:

Gostei muito destas divagações filosóficas sobre a felicidade!
Tiro-lhe o meu chapéu!

quem escreve assim tem maturidade!

1 bj

Meri Pellens disse...

É interessante como cada pessoa tem sua noção para felicidade, né? Contudo eu penso muito parecido com você.
Beijos na alma e um abençoado fim de semana!

manuel marques disse...

A felicidade é assim como um rio que corre dentro de nós.

Beijinho.

Astrid Annabelle disse...

Nilce, bom dia!
Pensamos e falamos o mesmo de maneira diferente...minha visão sobre felicidade é esta. Temos instantes mágicos que precisamos colecionar...chega um determinado momento onde sua coleção fica grande e você então permanece mais tempo com alegria e felicidade nessa vida!
Eu também adorei esta sua frase: «Não me deixo envolver pela infelicidade.»
Um beijo gostoso e feliz!
Astrid Annabelle

Taia Assunção disse...

Ficou excelente seu texto, felicidade está nas pequenas coisa e nas grandes também. Depende do momento em que estivermos. Se está tudo em paz o desabrochar de uma flor será um momento único. Se estivermos num momento ruim, a compra de um carro novo vai ser apenas a compra de um carro novo...ficamos mais sensíveis e propensos à felidade quando estamos com nosso coração em Paz. Beijocas!

ONG ALERTA disse...

A felicidade esta dentro de cada coração precisamos é saber acha-la, paz.
Beijo Lisette

GIL disse...

Nilcinha, a felicidade tem que ser conquistada, momentos eliciosos, que podemos transoforma-los em horas dias e até uma vida, basta dizer não a infelicidade, é um exercício a conquista da felicidade, amei seu cantinho, minha primeira visita....seus textos são reflexivos.....bom feriado a vc.....bjks....Gil

lolipop disse...

OIIIIII!
Sou eu amiga querida! Faço aqui a minha primeirinha visita....SAUDADES!!!!!
Desculpa...ainda estou um pouquinho zonza...logo, logo te mando um mail...
CARINHOS TERNURAS
Espero que esteja tudo bem com vc!
BEIJOS ENORMES

Mahria disse...

Ser feliz é relativamente fácil, agente é que complica tudo...


Beijos Nilce
Mah

Michelle Lynn disse...

Oi Nilce!!!
Estava com muitas saudades... entrei no blog algumas vezes e li algumas postagens, mas estava sem tempo para comentar...
Concordo em tudo com vc. Sua postagem ficou incrível!
Desejo-lhe tudo de muito bom e com muitas saudades ainda...
Bjoss,
Mi

Cantinho da Cê disse...

Nilce, adorei seu post. Pensamos muito parecido.

Um grande beijo,

Luma Rosa disse...

A felicidade não é uma caixinha que ao ser aberta, irá preencher todas as nossas lacunas. Mas servirá em um momento de fragilidade para nos remeter a um desejo consumado, no resgate da esperança. A velha boneca, nos remete a inocência, a uma época em que precisávamos de muito pouco para sermos felizes, daí não sei, se a soma dos momentos infelizes tornam as pessoas mais felizes ou se ocupam o espaço que seria para os momentos felizes. Hehehehe fiz um rolo né? Mas estou cá refletindo com tudo que escreveu! Bom fim de semana! Beijus,

Meru Sâmi disse...

Oi, Nilce,
Mesmo quando estamos no terreno do ser pode-se encontrar eco nessa sua feliz frase: " Se vier tudo de uma vez e de graça, pode virar banalidade.". Grande verdade!
É peceptível a sua autenticidade . Uma pessoa verdadeira sempre será feliz. Você é.

Beijos.

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Oi minha flor tudo bem?
Lindo seu texto, concordo contigo.
Sejamos sempre felizes!
Beijinhos.

Flores e Luz.

Camille disse...

Ola,
Gostei muito do que voce comentou sobre o meu post. E muito mesmo, do que voce escreveu aqui. COncordo com voce. O estado de ser feliz em qualquer circunstancia, nao ser um infeliz é mais importante do que a busca ansiosa por uma felicidade como se fosse uma coisa concreta. Quando na verdade é mesmo como voce diz, um estado de espirito.
Existem momentos realmente muito magicos na vida de uma pessoa, mas se ela nao souber ser feliz nao vai aproveitar essa felicidade e nao vai ser felicidade. Entoa penso que voce pegou a chave do "lance".
Beijos da Cam
ps-vou tentar ver o filme Nosso Lar hoje, deve ser muito bacana. Vi ali em cima sua citaçao de Chico Xavier.

Cantinho She disse...

Queridonaaaaaaaa simplesmente AMEI o seu post, concordo com tudo que vc disse sabiamente por aqui... beijo, beijoooo! ;)
She

Amica Philosophiae disse...

OI querida, Muito pé no chão seu texto! Excelente!! É estar felix na vida, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença!
Um bjo no seu coração
Cynthia

Marliborges disse...

Nilce, que post maravilhoso. Concordo em tudo com você. Aliás, meu post caminha nessa estrada também. Bjsssss

Thaís leão disse...

Oi,Nilce!
Lendo seu post lebrei da música dos Titãs:É preciso saber viver!
Assim a gente entende os percalços e enxerga a felicidade.
bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Nilce...
passando aqui pra te desejar uma boa semana, viu?
Gosto mto de vc, minha amiga.
Bom dia

Manuela Freitas disse...

Olá querida Nilce,
Vim atrasada porque estive ausente, mas cá cheguei para ler o teu post sobre a felicidade. Concordo em absoluto com tudo o que dizes, com esse «ser-feliz» que defines tão bem. Apesar desta vida ter coisas muito tristes, sempre devemos dar a volta, sermos felizes para fazermos felizes, quem nos rodeia.
Muitos beijinhos,
Manú

ELA disse...

Oi, Nilce!

Ui, muitos bons pontos pelo texto! Nem sei por onde começar!

Como vc disse, a ausência de dor não é condição necessária para a felicidade e isso é uma abordagem filosófica! Já ouviu falar de Epicuro? Epicurismo? De alguma maneira vc refletiu sobre o que o epicurismo tratava e isso ficou mais evidente ainda pra mim quando, mais abaixo, vc falou do episódio da tv! Aí minha mente deu um "click" sobre o consumismo exagerado desse nossos tempos (e que nem é tão novo assim, na verdade!) e o quanto isto associa-se cada vez mais com a felicidade. No fundo, a felicidade advinda do consumo é descartável, tem validade curta. É dessa tal felicidade justamente que tratava o texto da Beth/Lilás! A gente vai lendo e parece que uma ideia complementa a outra, é interessante esse aspecto da coletiva!

Adorei ler que "reclamar faz parte". Fiquei me sentindo mais "normal". Obrigada! rs!

Um grande abraço,
Michelle