Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Voltei e queria tocar no assunto!


Mais uma vez...

Juro que fica difícil para mim e ao mesmo tempo se torna um desabafo, falar sobre o assunto “meu probleminha de saúde”.
Penso, até escrevo algo, e desisto. Tenho medo de falar? Sim. Primeiro porque quando comecei este blog, disse que tinha muito medo que ele se tornasse o “muro das lamentações”.
Sou uma pessoa de bom humor, acho que muita gente já descobriu, mas não sou de ferro, muito menos aço. Sofro não só do corpo, como da alma, como todo mundo. É natural, é da vida.
Ao mesmo tempo me considero uma pessoa iluminada, sou feliz, mesmo nos piores momentos. Sou amada, bem resolvida, não trago traumas de infancia e sei perdoar com o coração. Choro é claro, quando me magoam, grito até, mas esqueço. Pode demorar, mas podem ter certeza que esqueço. Dramática...que só!
O afastamento é uma das armas que me protegem. Demorei, mas aprendi que é a melhor solução. Se estiver fazendo mal a alguém, ou se me fazem mal, caio fora!
Não venho de uma família perfeita, nem acredito que isso exista. Já fui muito magoada por mãe, irmãos, filhos e todo o resto dos chamados “nunca-ex”. Mas, perdoar é Divino e eu o faço, afinal isso são coisas que acontecem até nas melhores famílias. Ou estou enganada?
Como sempre terei que conviver com eles, é muito melhor amá-los do que odiá-los, assim como são. E isso me faz bem. Muito bem, por sinal. Respeitá-los e viver as nossas vidas juntos é muito mais importante do que qualquer “picuinha” (é assim?), que possa existir.
Ah, e que belos finais de semana temos quando nos reunimos...
Muitas lembranças de façanhas de infancia, parentes e amigos que já se foram, outros de quem não temos notícias e que nos perguntamos: onde estarão???
Isso não tem preço!

Por-do-sol na Baía de Guaratuba - Pr.
Uma das fotos que tirei ontem enquanto esperávamos o ferry boat.
(clique nela e veja como a Ntureza é linda!)

Vivamos enquanto podemos. Crer é importante! Em nova vida, reencarnação, em tudo ou quase nada. Seja no que eu creia, penso sempre que ninguém ainda tem a resposta para o depois. Por isso vivo! Prefiro acreditar no agora, no hoje e respeitar cada um com suas respostas.
Por tudo isso e por querer viver plenamente, cada vez mais feliz, independente das tempestades, sem lamentações e sem fugir do assunto: “meu probleminha de saúde” é que estou aqui.
Como tenho muitos amigos novos e que, por vezes me perguntam sobre o assunto, quero “sugerir” algumas leituras sobre isso, que já estão postadas em meu blog. Aquiaqui e aqui, conto o início de tudo. Ah, para quem lá for: notem pelas datas dos comentários que alguns já quiseram saber. Agradeço a eles.
Quando der conto mais um pouco. Prometo que sem choramingo, rsrs, se conseguir, tá?
Desculpem-me, mas volto meio melancólica da casa de minha mãe. E misturei tudo por aqui. É que tenho vontade de ficar por lá, claro que, com toda a minha turma, mais gatos e cachorros, rsrs.
Família ainda é tudo!

“Se você passar por uma guerra no trabalho, mas tiver paz quando chegar em casa, será um ser humano feliz. Mas, se você tiver alegria fora de casa e viver uma guerra na sua família, a infelicidade será sua amiga”.
Por tudo isso, procuro viver em paz com a minha! Eu os amo como são e eles me amam exatamente como sou.

 
Bjs no coração!

27 comentários:

Nilce disse...

Pessoal!!!

Agora vou parar de encher e por minhas leituras dos blogs em dia. Se conseguir, pois estou tentando postar este texto desde cedo, mas minha net continua excelente, como a nossa “querida” OI quer. Para cada 5 m on, 1 h off. Legal, né? E deixe de pagar pra ver...
Estou p. com ela. Por isso nem sei como vai esse texto.

Bjs no coração!

Nilce

Misturação - Ana Karla disse...

OI Nilce!
É sempre muito importante desabafar e mais ainda no teu espaço, pois os bons amigos, mesmo que virtual saberão te ouvir e oferecer sempre carinho.

Espero que tudo passe logo e o pensamento do Augusto Cury é mesmo perfeito.
Família é tudo e desavenças existem mesmo, mas você é grandiosa e sabe perdoar.
Que sirva de exemplo a outros.
A gente vive melhor mesmo perdoando do que regando o ódio.
Isso é certo mesmo.

Xeros

pensandoemfamilia disse...

Olá Nilce
Obrigada por visitar meu blog. lamento o que vem passando, mas a sua força, pleo que me pareceu, vai ajudá-la a superar esses problemas.
Desabafar ajuda e uma das funções dos blogs tem sido de uns ajudarem aos outros.
Seu espaço é para vc fazer dele o que desejar, caso contrário não teria sentido, não é mesmo?
bjs,

Isa mar disse...

Oi Nilce, acabei de ler suas outras postagens para poder entender melhor o seu caso.
Vi o seu email no perfil e estarei te escrevendo, o meu e mail é aquele que está na barra lateral do blog
Beijos em seu coração!

Ana Martins disse...

Boa noite,
vim conhecer o seu blogue, voltarei para ler esses posts mais antigos, porque hoje já é muito tarde.

Até lá, deixo um beijinho,
Ana Martins
Ave Sem Asas

diariodumapsi disse...

Ei linda flor!
Realmente você têm passado por poucas e boas heim! Só uma pessoa forte e guerreira como você para aguentar o tranco!
Que Deus continue te dando forças!
Boa semana!
Gd beijo

Nilce disse...

Obrigada pelos comentários!

Só espero que não tenha confundido vocês.
Acho que estou meio tonta e misturei os assuntos.
Estou bem e muito bem com minha família. Os problemas "em casa" sempre se resolveram e há muito tempo tudo está na santa paz.
No momento, só minhas dores mesmo. Só falei da importância dos "de casa" porque acho muito bom, principalmente para quem convive com tantas dores como eu.
Família e amigos para mim, são duas das maiores riquezas que possuímos.

Bjs no coração!

Nilce

Beth/Lilás disse...

Nilce,
Também voltei dos braços da minha mamãezinha e como é bom, nossa!
Então, só posso desejar-lhe uma ótima semaninha e muitos beijinhos
cariocas, claro!

Meri Pellens disse...

Que frase verdadeira essa de Augusto Cury, hein? E a vida é assim mesmo, ninguém é de ferro. Você é uma pessoa maravilhosa e que eu admiro muito.
Beijos na alma e muita paz.

Ives disse...

Olá, adorei o seu blog! As palavras são uma fonte de desabafo né abraços

Taia Assunção disse...

Acho que vivemos melhor quando aprendemos a perdoar. Faz mal ficar guardando rancor e quando não dá certo pelo menos fizemos nossa parte. Colo de mãe é sempre muito bom. Beijocas!

ValeriaC disse...

Florzinha...espero que tudo seja superado...e você fique bem logo...li suas outras postagens...e penso que é uma boa idéia conversar com a Isa.
Beijinhos...
Valéria

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Amiga, quem não tem problemas nessa vida? E família perfeita não existe mesmo, mas é isso que a faz especial. Eu também gostaria de ficar pertinho da minha mãe... é muito bom :)

E sobre sua saude querida, nunca deixe de confiar, porque você sabe que Ele está te ajudando a superar isso.

Uma boa semana pra você!

Beijos :)

Macá disse...

Nilce
Tentando passear pelos blogs, fui ler a sua história. Nossa, mas você é uma guerreira mesmo, porque é de um astral muito bom. Se não falasse da dor, jamais imaginaria o que você está passando.
Sou leiga nesses casos de medicina e imagino que você com a ajuda dos médicos está fazendo o seu melhor para melhorar. E vai conseguir.
Posso só perguntar uma coisa? Você já fez reflexologia? Porque para dor, é uma boa coisa, melhora mesmo.
Vamos nos falando sempre, ok?
um beijo

manuel marques disse...

Os amigos servem precisamente para isso,para nos ouvirem e o vice verse.

Beijinho.

Denise disse...

Oi minha querida!

Desabafar é sempre bom, vejo que passa por momentos bons e ruins, e tb vejo que é forte, mesmo em momentos difíceis, pois tem fé e uma família unida e linda!

Problemas sempre teremos, só temos que encará-los e superá-los, não é mesmo?

Quando estiver com vontade de conversar pode contar comigo, viu! Estou aqui para te ouvir!

Adorei a frase que colocou neste post, família é tudo.

Bjinhos, fica com Deus!

disse...

Olá minha querida!!! Sinto tanta força em tudo que escreves sabia? Te digo que ninguém está livre de situações difíceis, mas saber como passar por elas é o desafio maior. Você nos presenteia sempre com muita superação e otimismo. Continue...estarei sempre por aqui. Bjossss

Kelly disse...

Nossa eterna briga com a net, ontem a noite até desisti hehe
Melhor do que saber qual seu problema de saude é saber que você está bem, beijos

Bordados e Retalhos disse...

Querida também tenho medo de fazer do meu blog um muro de lamentações, mas não consigo deixar de escreve o que sinto. As vezes me arrependo em outras me exorciso. Acho que sempre que vc quiser deve vir aqui e desabafar. Que bom que consegue ver a vida apesar de tudo. Ver o brilho das coisas e encontrar Deus na dor. Tenho certeza que vai dar tudo certo. Bjs

Manuela Freitas disse...

Olá querida Amiga,
Estive a ler sobre esses teus posts antigos, realmente foi um tombo complicado e com consequências complicadíssimas. è por isso mesmo que tu és uma guerreira e com essa cara alegre ninguém diria!...Parece-me uma boa maneira de encarar o problema, com optimismo, mas de facto não é fácil.
Muitos beijinhos,
Manú

Betty Gaeta disse...

Oi Nilce,
Belo texto. Todo mundo tem problemas familiares. Tem um livro que se chama "Aprendi Com Minha Mãe", e tem o depoimento de várias pessoas famosas, qse todas falando maravilhas de suas mães, até que me deparei com o depoimento da Constaza Pascolato. Ela falou que durante uma época de sua vida ela sofreu muito por causa de tudo o que a mãe fez contra ela, mas que a velhice da mãe a tinha reconciliado com a mesma. Foi um alívio para mim, pois eu tb tive problemas grandes com minha mãe e me reconciliei com ela qdo ela precisou de mim. Amei-a incondicionalmente, como se ama a um filho, pois ela se tornou minha filha. Vou parar pois estou chorando e eu NÃO "gosto disto".
Bjs

Janaína Bentinho! disse...

Nilce...achei vc nas andanças de blog em blog!Tô te seguindo e espero visitinha tua no meu! ;)
Qnto ao post...fica sussa:
"No final tudo da certo!"
Bjoooca!

...Jana do Rafa!

Janaína Bentinho! disse...

Bom..escrevi um recado mas não aparaceu nadica de nada..não sei então se foi!Mas to aki de novo pra dizer q adorei teu blog e to te seguindo!Qndo der passa lah no meu cantinho!
Bjoca!

..Jana do Rafa!

Tabeteimasu disse...

Olá Nilce,
Desabafar é sempre bom. Mesmo que seja sobre o problema das suas dores, não é pura e simples lamentação. É um problema crônico que não passa de uma hora para outra. E quando o bicho aperta, temos que ter uma válvula de escape, e isso pode ser um desabafo aqui.

Não desanime!

Bjo,
Carlos

Sonia Beth disse...

Nilce querida, desconhecia sua maratona. Mas já deu para perceber que voce faz jus ao seu título : guerreira. Minha querida, estou intercedendo a Deus por voce.

abs

Cantinho She - Sheila Mendonça disse...

Ei querida... passando especialmente para te deixar beijo, beijo e SHEirinhos...

Socorro Melo disse...

Nilce,

Li atentamente os textos sobre seu problema de saúde, e só posso dizer-lhe que você realmente é uma guerreira.
Nossa, como uma queda, que a princípio parece tão boba, pode trazer tantas complicações, né? O que somos nós, humanos?
Mas, o que mais importa, é que você se matenha firme, confiante, fazendo seu tratamento, e buscando em Deus a fortaleza. Tudo vai dar certo.

Beijos
Socorro Melo