Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

segunda-feira, 1 de março de 2010

Voltei!!!!!!!



Desapareci por uns dias, mas não foi por acaso.

Saímos em férias...

Este ano não programamos nenhuma viagem especial e resolvemos a data levando em consideração o tempo que eu precisaria para minha recuperação da última cirurgia.

No ano passado tive que passar por duas e a última foi em novembro. Poderiam ser simples se não levássemos em conta o meu “pequeno problema” de saúde e os medicamentos que uso.

Então, a partir de sábado, dia 21/02, estávamos viajando rumo à casa de minha mãe.

O fato de ela morar no litoral é apenas um detalhe.

Não gosto de praia. Areia, água salgada, sol torrando e você deitada na areia ou mesmo numa cadeira, não é “a” minha.

O máximo que posso fazer e com muito esforço é ficar umas duas horas sentada embaixo de um guarda-sol, observando o movimento e comendo tudo o que tem por perto.

Não sei se alguém concorda comigo, mas para mim, o milho verde da praia é o melhor que existe, ou pelo menos fica mais gostoso.

Por mais que possamos pensar em contaminação daqui ou de lá (procuro esquecer isso), tudo que vendem na areia é bom.

Na verdade, eu acho tudo delicioso.

Duas horas é tempo suficiente para conversar, rir, reparar nos outros (ninguém me diga que não faz isso), e comer, comer muito...

Na frente da casa de minha mãe tem uma barraquinha de coco, mas o da areia parece melhor, eheh. E o sorvete, então...

Estive na casa de minha mãe há pouco tempo e andei fazendo essas extravagâncias, por apenas um dia em todos os que passei por lá.

O resto do tempo sempre preferimos passar conversando e olhando o movimento da rua na sacada ou descansando mesmo, no sentido literal da palavra.

O calor estava realmente insuportável.

É real que este ano o verão tem sido bem difícil.

Muita chuva quase toda tarde e muito quente, e lá foi pouca a diferença.

Só choveu nos dois últimos dias.

Graças a Deus que não sofremos com enchentes como em boa parte do Brasil.

Na casa da mãe fiquei vários dias, mas desta vez, só fiz uma passagem rápida pela praia, se é que me entendem, hehe.

O inacreditável aconteceu.

Veio o frio depois de uma chuva no final de semana e agora está com clima de outono.

Tem mais, acreditem, não trouxe nenhum casaco. Derrr!!!!!

Foram dias ótimos, mas tenho outras visitas a fazer.

Ah, eu vou explicar o: “não gosto de praia”. Mas não agora.

Bjs no coração!

Nilce

2 comentários:

Lu disse...

Oi Nilce
Estamos quase chegando hein... segunda-feira que vem a noite estaremos em Castro.
Falando em contaminação.. se a vigilancia sanitaria batesse aqui em Viena não sobrava nenhuma barraquinha de cachorro quente na rua. Aqui o mesmo cara que faz o sanduiche é o que cobra, detalhe sem luvas e pegando no dinheiro e na salsicha ao mesmo tempo. Complicadíssimo de se comer!!
Bjs
Lu