Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Meu aluninho famoso!



Nos meus tempos de Magistério, quando ainda trabalhava com séries iniciais, tinha uma paixão por meus aluninhos e nunca os esqueci. Cada um com sua história de vida eles me ensinaram muito.
Sempre trabalhei com 2ª série, crianças com 8 anos de idade que me traziam muita alegria e dinamismo.
Num desses anos, recebi um menino por nome Michael.
Desde o primeiro dia ouvi todos, chamando-o de “Mixael”, então comecei a chamá-lo assim também.
Ele era um garoto muito esperto, de raça negra, cuja família trabalhava com um grande fazendeiro e vinha junto com a Kombi, que transportava todos os alunos de lá até a Escola.
Michael nunca foi o primeiro da classe, mas era muito ativo e gostava de conversar, contar suas histórias, suas atividades na fazenda e as brincadeiras com seu amigo João, filho do dono, que tinha a mesma idade e estava na mesma classe comigo.
A altivez de Michael me deixava impressionada, só depois fui descobrir que todas as crianças eram tratadas do mesmo jeito pelo patrão, fossem seus filhos ou dos empregados. Todos iguais.
Horário para brincar, fazer atividades da Escola e obrigações na fazenda, todos juntos, como se pertencessem à mesma família. Lindo isso. Fiquei pensando que se em todos os lugares fosse assim... Ah, isso é sonho.


Um dia, já passados dois meses de aula, ouço alguém bater à porta e vou abri-la. Uma senhora, bem jovem ainda, puxando pela mão um menininho e outro por vir pelo tamanho da barriga, pediu-me licença para conversar com o “Maicool”.
Respondi prontamente que ela devia ter errado de sala porque eu não tinha nenhum aluninho com este nome. E ela apontando para dentro da sala, disse-me que sim, era “aquele moreninho ali”: o nosso Michael.
Que vergonha! Pedi-lhe desculpas e expliquei que nunca o chamara assim e que ele não protestara nenhuma vez. Chamei o agora Michael (Maicool) e dei-lhe licença para conversar com sua mãe.
Fui ao livro de chamada e vi seu nome novamente: Michael J. de J. Oliveira e Silva. Tudo bem.
Quando ele voltou, chamei-o à minha mesa e perguntei-lhe como se pronunciava o seu nome corretamente e a resposta foi: “Tanto faz”. Como assim tanto faz? Eu o chamava de um jeito, os alunos da sala também e a mãe vem procurar outro?
Então pedi que me dissesse o que eram aqueles “J's”, que evidentemente estavam assim porque não cabiam na lista. E ele prontamente:
- Michael Jackson de Jesus Oliveira e Silva.
Hã??? Quase caí da cadeira.
- Então, você tem um irmãozinho? – perguntei.
- Sim, é o Carol.
Como Carol, isso é nome de menina, pensei com meus botões, tentando não demonstrar nenhuma surpresa. Ele continuou.
- É Karol Józef Wojtyła, como o do Papa.
Aí tive que me segurar na cadeira para não ir ao chão, e também para não cair na gargalhada. Só por Deus, pensei. E com certeza o “de Jesus Oliveira e Silva”.
- E você vai ganhar outro irmãozinho?
- Não, é menina.
- E como vai ser o nome?
E ele pronunciou corretamente:
- Marilyn Monroe.
Tive que sair da sala. Não agüentei.
E até hoje quando lembro, não consigo parar de rir e penso, por onde será que anda essa família de nomes tão famosos. Será que nasceram mais???

Bjs no coração!

56 comentários:

JOANA CAMPOS disse...

Cada uma ou uns né amiga?
Uma vez trabalhei em um Clube em Caldas Novas...e na lista de sócios tinnha:
Um dois três da Silva quatro.
Caio Rolando da Rocha!

e por aí íaaaa! rsrsrs

beijos

Daiana Campos disse...

Que amor Nilce!! Realmente esses pais eram bem maluquinhos, mais gosto não se discute. E essas surpresas que fazem a vida mais gostosa, bjokas.

Iram M. disse...

Pois eu não tive que me segurar, cair na risada mesmo. Essa do Michael Jackson de Jesus Oliveira e Silva, foi a melhor.
Mas se tu minha amiga, souber os nomes dos meus irmãos, não vai poder se segurar. É coisa para árabes. Um dia te conto.
Amei bater um papinho com vc.
Esses teus casos de escolas dariam um livro. Muito bom!

Beijos

William Garibaldi disse...

Que bonitinho Nilce!

kkkkk!
Muito boa...
Eu por mina conta ia, me chamar John Lennon de Oliveira! KKKKK

MEREÇO!
KKKKKKKK

Beijos do seu amigo Lennon!
Só gente chique meu bem!
rssssssssss

Vivian disse...

Bom dia,Nilce!!

Linda história!!
Mas vemos muitos nomes diferentes...
Meu filho já estudou com o Elvis!!!
Hahaha!!
Meu filho se chama Nicholas(se pronuncia Nicolas),Mas minha filha é Julia! Não dá para "inovar" sempre...

Beijos!!Boa semana!!

♕Miss Cíntia Arruda Leite ღ disse...

Nossa é cada história e gente com cada ideia!!! hahahaha
Saudades de você, desse cantinho cheio de vida, como está tudo?
Agora estou me reorganizando e voltarei mais vezes.

beijinhos

Gina disse...

Que tal Nero, Jesus, Judas, Otelo e Desdêmona? Tudo certo pra você? Pois é, são alguns dos irmãos que conheci. E Jesus, Judas e Madalena são trigêmeos.
Nome é coisa séria, né?
Bjs.

AOSOLHOSDAALMA.BLOGSPOT.COM disse...

ÓLA NILCE GOSTEI DA HISTORINHA REAL,
É ISTO AMIGA TEMOS QUE CONVIVER COM OS GOSTOS ESTRANHOS E AS DIFERENÇAS
ÉMESMO BEM DIVERTIDO,
UM ABRAÇO COM CARINHOESTOU C OM SAUDADES
MARLENE

Parole disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk Rindo muito aqui... Como se já não tivéssemos problemas suficientes nessa vida, ainda tem pais que colocam esses nomes ridículos em seus filhos...

O nome é algo importante, acho que deveriam seguir algumas regras, mas mesmo assim espero que a família famosa esteja bem.

Querida, um beijo em seu coração.

sinfonia disse...

Já viu amiga: criança nasce e tem
que aguentar pela vida fora o nome
que pais ou padrinhos entenderam
dar-lhe...e esses país deviam
admirar muito "as pessoas famosas"...É assim, acontece de
tudo...
Vá lá que eu gosto do meu nome,
mas há cada um...
Um beijinho deste Portugal hoje
com sol e chuva...
Irene

Andréa disse...

Nilce,
essa história parece uma piada, é muito engraçada, mas é uma realidade,rsrs.As pessoas gostam de colocar nomes difíceis nos filhos principalmente nomes de pessoas famosas as vezes nem sabem pronunciar é muito engraçado.

Beijos,Andréa....

Carla Farinazzi disse...

Oi Nilce!!

kkkkkkkkkkkk, adorei a família! Cheia de famosos!
E gostei bastante da simplicidade do Mixael!

Beijos

Carla

Lis disse...

Que boa historinha Nilce
também dei aulas para o pimário e tive aluninhos muito pitorescos !! e como os amamos nao é? o dia a dia é brabo,mas há tanta ternura em cada olhar sentadinhos assim frágeis na frente da professora.
Eu amei esse tempo.
E os nomes? kkk acho que essa mãe tinha bom gosto , a gente estranha mas é bacana essa simplicidade ... rsrs
um abraço Nilce

Chica disse...

Que coisa!Certamente fizeram uma linda coleção de nomes por lá! Tomara sejam felizes!beijos,chica

Roberta Maia disse...

kkkk...Já trabalhei com crianças, pequeninas, cada uma com sua personalidade e histórias!!!

Amei a família, só tem estrelas internacionais!!!risos..

Beijinhos ILUMINADOS!!!!

Mariana disse...

Esta história tão "fantástica" só poderia ter acontecido no Brasil, que bom q foi contigo, para poderes nos contar.
Eu tb gostaria de saber aonde está está família.
Quem sabe tu recorres algum programa de TV q ajuda a encontrar.
Pense nisto...
Vai q te ajudam...
eu adoraria.

"(H²K) - Hamilton H. Kubo" disse...

Olá minha tão querida Nilce, estou sumido é verdade... Mas isso não significa que não lembre de você viu!!
Adorei a história que dividiu conosco, e de fato é real a "mania" destes Pais colocarem nomes do gênero, mas confesso que de toda história me apeguei mais à forma de como eram tratadas todas as crianças desta fazenda! Fiquei realmente admirado com tal sensatez e sabedoria!!
Espero que o Michael tenha se tornado uma grande estrela, tal como seus irmãos... Estrelas para brilharem na vida!!

Beijos linda!

♥ κєκєl ♥ disse...

Michael deu o exemplo de como deve ser a humanidade. Tanto faz o nome, o que importa é ser respeitado como ser humano e respeitar.

Beijos

Lulú disse...

Olá Nilce.
Morei em muitas cidades do interior de Pernambuco, e ví muito esse tipo de loucura. tinha uma família que os filhos eram, Azul, Violetae mais dois que não lembro agora.
E sendo professora como você, deve ter histórias de morrer de rir.
Beijo
Maria Luiza (Lulú)

Néia Lambert disse...

Nilce, vou te dizer, pessoas assim é que são as verdadeiramente felizes na vida. Não se preocupam com a opinião alheia e o mais importante, fazem exatamente o que manda a vontade deles. Eu queria ser assim tambémmmmmmm!!!!


Beijos

Irene Moreira disse...

Nilce

Adoro suas história amiga e estou aqui a essa hora rindo sozinha.

A realidade brasileira nos mostra essas histórias e agora me lembrei do post que li hoje da Pandora que é muito bom e se tiver um tempinho neste maravilhoso lugar que dá um pulo lá.

Quando falastes de que o patrão tratava todos iguais e que aqui isso é um sonho veja a força de um sonho aonde pode chegar.

Quando voltas minha amiga? Vai passar o carnaval por ai?
Saudades

Beijos no seu coração

Beth/Lilás disse...

kkkkkk
Nilcinha eu li até pro maridex aqui ao lado, pois teu texto parece até uma piada.
Tem um pessoal muito doido com esse negócio de nome para filho, já vi cada um terrível também.
beijos cariocas

KINHA disse...

Bom dia Nilce

Voltarei depois para ler o texto.
Hoje eu vim convidá-la a participar do SORTEIO lá no bloguito...

Bjoooooooooooooo............

http://amigadamoda.blogspot.com

GRAÇA disse...

Nilce,não intendes-te... eu não preciso que ele me pessa perdão, eu até me culpei..pensei que estáva a viver um sonho e que ele era o meu princepe,já lhe pedi para vir ao blog ver o que escrevi,ele não responde,não sei o que fiz? estou a sofrer muito e quem ama como ele me amava não faz sofrer assim...
Turrinhas carinhosas da amiga
Kika

pensandoemfamilia disse...

Como vemos isto ainda hoje. Pessoas que gostam de homenagear celebridades dando seus nomes aos seus filhos.
bjs

António Rosa disse...

Nilce

Você conseguiu de mim um enorme sorriso com a história dos meninos com nomes famosos e a tremenda aceitação deles próprios pelos nomes. Os nossos nomes são isso mesmo: coisa nossa.

Adorei, viu?

Beijos

António

Jaque ઇ‍ઉ disse...

É amiga e isso é mais frequente do que imaginamos. Mas muito bonitinho seu aluninho ^^

Beijo querida!

Eraldo Paulino disse...

Lembrei da música de Renato Russo:

"A professor Délia
A tia Edilamar"

Professoras grandes ajudam a fazer pessoas grandes, como foi o caso do Renato.

Bjs!

Ângela disse...

Oi amiga querida, Michael deveria ser mesmo especial, o nome pouco importava, Michael, Maicool, Mixael, ele poderia ser muitos em um só.

Adoro quando você partilha conosco suas lembranças.

beijos e carinhos.

Glorinha L de Lion disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Rolei de rir aqui Nilcinha! Uma vez saiu uma lista do INSS no jornal, nunca mais esqueci uns nomes: Um Dois Três de Oliveira Quatro, Graciosa Rodela, e muitos mais que não me lembro agora....eu achei que isso hj em dia nem era mais pemitido, mas vai saber aí pelo interiorzão do Brasil? Hilária tua estória Nilce! beijos,

Pepi disse...

KKK essa eu gostei, Nilce
As pessoas escolhem cada nome...aff
Um beijinho carinhoso de
Verena

Lívia Azzi disse...

Nilce, querida!!

Diz para mim que sua criatividade floreou um pouquinho o conto, diz?!!

Risos....

Tenho alunos famosos na minha escola também, hahaha, muito famosos!!

Beijinhos...

welze disse...

quando trabalhava no SENAI, sempre me deparava com nomes assim, como os dos seus alunos. É bem tradicional em famílias, se tem um com nome famoso, o dos outros seguem a mesma linha. ADOREI, a sua lembrança. beijos

Misturação - Ana Karla disse...

kkkkkkkkkkkk
Demais mesmo.
Só cainda na gargalhada.
Nilce, tem cada nome... e por aqui tem cada um.
Xeros

Élys disse...

Os pais deveriam tomar um pouco mais de cuidado com os nomes que colocam nos filhos,
Eu conheci pessoalmente uma família em que os filhos, chamavam-se: Ponto, Cedilha, Til e Vírgula. Parece brincadeira, mas eu os conheci.
Beijos.

Magda Beatriz disse...

Oi Nilce...peguei seu endereço no blog da Elaine.
Tb tive q rir com sua história...e tem muitas famílias assim...q colocam nome de celebridades em seus filhos.As vezes tenho pena da criança pq colocam cada nome!...rs...
Seu blog é muito fofo...adorei!
Estou te seguindo.
Se puder passa lá no meu blog...vou adorar!
Tudo de muito bom para ti!
Beijos!

http://mbeatriz.webnode.pt

Michele disse...

Deus do céu! hahahaha Nunca conheci ninguém de nome famoso. Mas sinceramente, tenho pena dessas crianças porque, dependendo de onde estudam ou trabalham, viram motivo de tiração de sarro! Ainda bem que ele era bem "desprendido", né? rss

Querida, vou te mandar uma fotinho da Clara sim! :)

Um beijo enorme!

Michele disse...

Ah, Ni, eu tô cansada sim, mas não vivo longe da minha bochechudinha que faz cara de tartaruga quando se espreguiça! Ela é minha "toruguinha"! hahaha

Outro beijo!

Kelly disse...

A gente ri muito lá na escola, é periferia e incrivelmente quase não temos Ana, Maria, Jose´, João....Agora Washington, Jennyffer, Mayara, Tyffany, Michael,KArollayne e nome de artista então? Teve época que tínhamos 3 Daras, e ano passado apareceu até um Riquelme....o povo adora W, Y e K...rsrsrs
beijos

lolipop disse...

Oi Nilcinha...
Que grupo de celebridades!
A história é deliciosa.
Se fosse agora, aposto que haveria um Justin Bieber e uma Lady Gaga!!

BEIJOSSSSSSSSSSSS
TERNURASSSSSSSSSSSSSSSS

Sandra Portugal disse...

Adorei!!!! Quando estou irritada com meu dia de trabalho e quero espairecer, abro a lista de nomes no correio eletrônico de minha empresa (que é imensa) e navego um pouco pelos nomes criativos que ela contém... Há realmente famílias cujos pais tem muita imaginação para escolher nomes! bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Marisa Mattos disse...

kkkkkkkkkkkk...fiquei imaginando sua cara...Então quero te perguntar...será que ele nao e irmao do Vasinguiton?
Ahhh...o Whashington...rs.....kkkk
Beijos querida...é minha primeira vez aqui e adorei...beijocas!!!

Paloma disse...

Não acho justo registrar crianças
com nomes que, futuramente, lhes
cause qualquer espécie de embaraço.

Bia Jubiart disse...

Nilce Você não sabia?

Eu sou Leila Diniz - Leila Beatriz.

Ainda bem que a famosa é brasileira heheheheheh.

Amei o texto! Ah! amanhã tem surpresa p/ você na Jubiart.

Beijoooooooooooooo

Luma Rosa disse...

Enviei um comentário anterio, mas não sei se foi...
Imaginando a sua surpresa quando soube o nome do garoto e depois dos outros membros da família!! :=))) Nossa, esses pais... acredito até numa certa inocência mas que pode constranger os filhos no futuro. Ainda bem que hoje em dia podemos trocar o nome quando este nos trás prejuízo!!
Nilce, adoro quando narra as suas lembranças - sempre dá um toque todo pessoal e bastante vibrante!!
Boa semana! Beijus,

LILIANE disse...

Dei risada com os amigos do Élys...
é um assunto pra lá de controverso esta questão de nomes.
graças a Deus adoro o meu nome.
de paixão.
agora, é terrível quando a pessoa não gosta do seu nome.
é uma marca importante e que a gente carrega para o resto da vida.
o nosso nome.
à propósito, você sabe o significado do seu nome?
rsrs
beijos.

LILIANE disse...

lindinha
vim aqui convidar você pra a nossa blogagem coletiva no dia 22/02. O tema é: Sonhar e ser, o que os sonhos fazem por nós?
te espero tá!
e outra coisa: amei o seu selinho....
beijos.

Lu disse...

Oi Nilce
super atrasada, mas não podia deixar de falar que quase morri de rir. É muito divertido esses casos de nomes estrangeiros e de famosos no nosso país tropical. Lembro de uma vez que estávamos conversando com uma medica pediatra num quiosque de praia no Nordeste e ela contou que trabalhava no interior. Disse que uma certa vez no consultório chamou o paciente conforme constava na lista: "Letisgo". E nada de aparecer nem a criança, nem a mãe. Chamou mais algumas vezes e continuou atendendo os demais. Qdo terminou e ela se aprontava para ir embora apareceu uma mãe dizendo que ela não tinha chamado o seu filho. E ela prontamente informou que chamou todas as crianças que constavam no relatório. Daí ela perguntou o nome da criança e a mãe respondeu: Letisgo (na pronuncia Lets Go!).
Muito legal.
Bjs para vc e para o Moroz
Lu

Beta disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
muito engraçado!
Se eu estivesse no seu lugar tb não iria me aguentar!!

Pode uma coisa dessa??

bj

Socorro Melo disse...

Nilce,

kkkkkkkk

Interessante, né? Trabalhei em uma grande empresa, no RH, que periodicamente fazia-se um levantamento dos filhos dos empregados, para verificar os que completariam 14 anos, para excluí-los do salário-família. Você não tem idéia da quantidade de nomes, inusitados, e de famosos, que encontrávamos. Era um trabalho chato, mas, muito divertido, por essa razão.

Abração, amiga
Socorro Melo

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahahhaha
coitada das crianças hahaha
Nilce, e aqui no Japão, tenho um amigo que chama Shota Nakama. é sério! eu falei q ele tá proibido de ir pro Brasil hahahaha
bjs

Tabeteimasu - Denise disse...

Hahahahaha, muito boa história!

Adorei saber um pouco mais sobre esse momento único...

Nomes estranhos a gente sempre barra por aí! No colégio tinha o Zoroastro como o mais diferente. Vixe, se listar os nomes mais bizarros o comentário ficaria enoooorme! rs

Bjão!

Elaine disse...

kkkkkkk... Essa profissão nos proporciona cada situação, né?! Se fosse comigo não sei se teria conseguido me controlar até a Marinlyn... rsrsrs
bjs, linda.