Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Perdão!

Este texto faz parte da
Blogagem Coletiva/Sentimentos
da Glorinha do Café com Bolo


Não quero com este texto achar que todas as pessoas são obrigadas a perdoar. Exponho apenas a minha experiência de ter sido capaz de fazê-lo.
Nunca havia me colocado no lugar daqueles que viveram situações parecidas com a minha. Até então acreditava não ser capaz de perdoar, porque na minha concepção, isso nunca iria acontecer comigo.
Ledo engano.
Mas, o sofrimento foi tão grande enquanto remoía o ódio, que precisei libertar-me desse sentimento, antes que ele me consumisse. Fui obrigada a aprender com a dor.

“O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras, não impõe condições humilhantes, tampouco é motivado por orgulho ou ostentação.”
wikipedia.org

Aprendi a perdoar, quando descobri que o ódio só faz mal a quem o sente.
Não quero com isso dizer que sou perfeita. Isso é totalmente impossível, e principalmente para mim. Conheço e reconheço meus defeitos.
Sou chata, briguenta, muito teimosa, impulsiva e vivo passando dos limites. Sou ansiosa, impaciente e sinto muita raiva do que faço errado e das coisas erradas do mundo.
Mas aprendi a extravasar, chorar sem culpa e esquecer rapidamente para não dar lado para o ódio nunca mais.

"Não deixe de perdoar os seus inimigos - nada os aborrece tanto."
Oscar Wilde

Precisei experimentar do mais amargo dos sentimentos, aquele capaz de destruir qualquer outro que possa existir.
Foi muito forte, quase me destruiu. Mas o perdão ajudou-me a encontrar o meu eu que havia perdido.
Alcancei com ele a minha paz interior, o domínio de mim mesma, e a felicidade voltou a morar em meu coração.
Perdoar para mim foi um processo doloroso.
Precisei devorar o mal, mastigá-lo, engoli-lo e devolvê-lo em forma de aceitação. Aprendi que devo aceitar as pessoas como elas são, e não como eu queria que fossem.
A compreender que mudanças são necessárias para meu próprio crescimento.
"O perdão é um catalisador que cria a ambiência necessária para uma nova partida, para um reinício."
Martin Luther King

Descobri que o perdão não depende só de ser pedido, é preciso acreditar que mais vale a pena amar, do que vingar-se.
Perdoar para mim foi alcançar a cura de um grande mal que me devorava, das ideias destrutivas, da sobrecarga mental.
E, agindo assim, acabei por sentir um alívio tão grande que me fez enxergar novamente as belezas do mundo e, sobretudo saber que é possível perdoar e não guardar ressentimentos de quem nos magoou.

"Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado."
Clarice Lispector

Depois de sentir tanta raiva, de ter inveja da felicidade dos outros, e que pensava ter ido embora da minha vida, ter medo do que o mal que existia em mim poderia ser capaz, aprendi com o perdão que minha auto estima só é baixa se for do meu desejo, e hoje sinto orgulho por ter conseguido voltar a AMAR.

Bjs no coração!
Obrigada Glorinha pela oportunidade
de participar dessa verdadeira
união de sentimentos.

48 comentários:

Chica disse...

Muito bem mesmo!Ninguém é obrigado apedoar.Só vale se é realmente sentido!beijos,lindo dia,chica

Meri Pellens disse...

Há coisas terríveis impossíveis de esquecer. Um padre disse que perdoar não é esquecer, mas lembrar sem dor. Eu acho isso difícil também no caso tipo, um pai que tem o filho assassinado. Como perdoar???
Penso então como desejo ser perdoada por Deus... Mas eu não sou Deus... Aff... É difícil mesmo. Enfim, perdoar para mim é orar pela pessoa que me machucou para que se arrependa e não faça mais o mal para ninguém; é não querer o mal, a vingança.
Beijos na alma!

Taia Assunção disse...

E preciso perdoar para continuar tocando a vida...e ninguem disse que e facil nem tampouco impossivel. Procuro perdoar e sinto-me bem assim. Seu texto ficou excelente, beijocas e boa sexta!

Dama de Cinzas disse...

Perdão algo tão dificil... Eu confesso que já soube perdoar melhor... Hoje em dia eu perdoo assim para libertar a minha raiva, porque ficar remoendo raiva é algo ruim... Mas dizer que volto a ser a mesma, acho que não volto não...

Beijocas

António Rosa disse...

Nilce

Venho despedir-me desta blogagem colectiva e só não participo porque recentemente (1 Setembro) fiz um post no 'Cova do Urso' sobre o tema 'perdão'.

Adorei a sua mensagem.

Vou sentir saudades destas blogagens coletivas da Glorinha, em que todos nos juntámos.

Abreijos (abraços + beijos)

António

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Nilce, eu gostei do seu texto. Eu sinto que perdoo fácil. Mas é sempre um perdoar superficial, eu guardo um ressentimento, sabe, fica uma mágoa.

eu preciso aprender a fazer como vc fez, mandar embora o que tem de ruim, a mágoa que ficou e esquecer do assunto.

um dia eu chego lá, ensina eu! rs
bjs

Tati Pastorello disse...

Nilce, que grande depoimento. Forte! E amei o resuminho dos sentimentos da blogagem ao fim. Ficou bom demais!
Você conseguiu algo bem difícil, sair deste mar não é fácil, exige força, coragem. E coisa mesmo para mulher guerreira!
Que bom que se permitiu. Grande admiração e respeito por você!
Um beijo.

Liza Souza disse...

Nilce, lindo texto! Nossa é engracado com a gente pensa tao parecido. Muito bom encontrar alguém tao especial nessa blogagem, com sentimentos tao bons e que tem me ensinado muito através do que escreve.
Beijos

Cigana do Oriente disse...

Adorei o teu texto.
Hoje eu também já consegui perdoar e minha alma ficou mais leve!
Beijossss

Leci Irene disse...

Bom dia! Bem que eu disse que eu preciso aprender. Daqui levo o seguinte: perdoar é alcançar a cura de um grande mal. Valeu!!!!!!
Beijos

Leci Irene disse...

Bom dia! Bem que eu disse que eu preciso aprender. Daqui levo o seguinte: perdoar é alcançar a cura de um grande mal. Valeu!!!!!!
Beijos

Pelos caminhos da vida. disse...

Texto que serviu para mim hoje.

Preciso perdoar umas pessoas que até hoje fazem mal para mim, só que não estou conseguindo, como é difícil perdoar meu Deus.

beijooo.

Misturação - Ana Karla disse...

Nilce, foi muito boa mesmo essa blogagem, pois foi através dela que ficamos amigas e que seja eterna.

Sua postagem está realíssima e espero que que muitos, assim como eu possam aproveitá-la.

Xeros

Ramonices disse...

Eu acho que todas as pessoas devem perdoar todo mundo, simples porque se não perdoar só vai gerar odio que alem de te levar a tomar atitudes idiotas que prejudicam tanto você como as outras pessoas, vai acabar com a sua vida, porque o odio só faz isso, te mata dia após dia, aos poucos...

Abraços Thiago Ramone.

Isadora disse...

Nilce acompanhando as suas postagens sobre os sentimentos, acho que acompanhamos um pouco da história que culmina, hoje, com o perdão. Acredito também que o perdão ou a desculpa é muito mais benéfica aquele que a concede, alivia o coração, trasnforma a alma e faz com que possamos caminhar mais firmes.
Um beijo

Glorinha L de Lion disse...

Nilce, minha amiga, voltei! Vc sempre dá depoimentos fortes e cheios de verdade. Te admiro muito minha amiga! Eu sou quem agradeço por poder contar com sua participação sempre tão generosa em se expor. Grande beijo.

Kelly disse...

é isso mesmo amiga, o perdão não é o simples ato de dizer que perdoa, vai principalmente de sentir que perdoa de verdade.
Te confesso não sou capaz disso.
Beijos

Denise disse...

Oi Nilce, td bem?

A cada dia me ensina uma coisa boa e hj não foi diferente.Nos mostrou que ter atitude, garra e outras qualidades não vem fácil.

E não é à tôa que é uma guerreira,
te admiro muito!

Ótimo fds pra ti,
Bjinhos

Socorro Melo disse...

Que coisa linda, Nilce!

Existe algo mais gratificante na vida do que dar a volta por cima? Perdoando? Não existe. Você venceu a si mesma, evoluiu, e como consequencia angariou felicidade.
Uma reforma íntima se fez em você. Você amou acima de tudo, e o amor destrói todas as barreiras. Bravo!

Um grande abraço
Socorro Melo

gorettiguerreira disse...

Linda Guerreira, assim pelos atos e apenas assim, sabemos se verdadeiramente perdoamos.
Lindo texto.
Bjs de luz.
Goretti

Beth/Lilás disse...

Poxa, Nilce, que depoimento verdadeiro e sensível o seu!
Perdoar é um ato magnânimo, principalmente se não ficar o ranço, aquilo que fica guardado lá dentro do coração.
Estou tentando melhorar isso em mim, mas reconheço que ainda preciso de tempo, facilmente posso pedir desculpas por algum ato falho meu, mas perdoar plenamente é coisa difícil, pois falar é fácil, executar é que é complicado.
beijinhos cariocas

Delano Alexandria disse...

Meu Deus! Nilce, como me identifico com seus textos, todos são maravilhosos, parabéns!

Eu também já passei por fase destrutiva na minha vida, fui traido por uma pessoa que amava muito, quase morri, só com o perdão que me livrei de todos os demonios que tinham em minha cabeça, mas também, nunca mais quis saber da tal pessoa..

Deus, ele é maravilhoso, nos ensina a viver a vida da forma certa!

Toda sorte de benção pra vc.!

disse...

Seus exemplos de vida são verdadeiras lições. Obrigada por seus ensinamentos, a cada dia suas verdades, como disse a Glorinha criam correntes de sabedoria trazendo no mínimo mais consciência em relação a vida e seus diversos caminhos. Bjosss

pensandoemfamilia disse...

Perdoar é libertar-se para AMAR. Deixar a dívida com cabe e seguir em frente.
Gostei muito do que escreveu e como o fez.
bjs

Ana Lúcia disse...

Nilce amiga querida, suas palavras são mesmo muito lindas.
De fato o perdão foi feito para ser sentido, só falar e não sentir não é perdão.
Já vive coisas horríveis que tive que perdoar, mas nunca consegui esqueçer...o perdão veio, sincero garanto mais não trouxe o esqueçimento que eu tanto pedi a Deus.
Grande beijo

Cantinho da Cê disse...

Boa tarde Nilce,

Seu depoimento é muito forte e verdadeiro...e nós mostra que somos capazes de perdoar sim e que o ato de perdoar nos torna mais leves e felizes.

Parabéns amiga, beijos,

anita sereno disse...

ola Nilce belo texto saber perdoar
sim a pessoas que vivem e nunca perdoam mas será que são felizes no seu interior?
eu por mais que me doa jamais deixarei de perdoar eu sou capaz de perdoar o mais profundo das dores jamais sentidas neste mundo
porque perdoar
é um acto
de amor
um acto
de bem para connosco
e te acho uma pessoa maravilhosa
peque quem perdoa só pode ser boa pessoa beijos bom fim de semana

Françoise disse...

Amiga Nilce,
Fechou o seu texto, ou melhor, a blogagem com chave de ouro. Este final envolvendo todos os sentimentos ficou ótimo.
Lendo os seus textos , consigo enxergar claramente a Nilce , dona do blog: A vida de uma guerreira. É isto que tem mostrado. Uma mulher que luta, que erra mas que está disposta a amar. Por isso, perdoa, e é feliz. Te admiro!

Abraços,
Fran

Gina disse...

Nilce,
Perdoar é livrar-se um fardo e tanto! Agora você mais solta, leve e não ficou estagnada no passado. Isso é muito bom!
Bom final de semana!

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Minha amiga, que lindo texto...
Eu senti tudo o que você sentiu... Raiva, dor, tristeza, decepção. É isso que geralmente acontece quando somos enganados...
Esses sentimentos estavam acabando comigo! Precisava faze algo, mas sozinha não conseguiria. Falei pra Deus que não era capaz de fazer isso sozinha... Ele com sua infinita bondade me ajudou a superar isso. Me mostrou que as pessoas erram e se arrependem e que o perdão muda muita coisa.

Hoje sou mais leve, assim como a pessoa que perdoei também é. Mudamos pra melhor.
Hoje quando lembro do que aconteceu já não me dói nem prejudica. Sinto alegria por ter sido capaz de mudar a minha vida e a dessa pessoa.

Não é fácil amiga, mas se tivermos força de vontade e quisermos parar de sofrer, o perdão é a única saída.

Um super beijo pra minha mãezona emprestada!
Bom final de semana!

Marliborges disse...

Oiiiiiii Nilce!
Beleza teu depoimento. Parabéns por ter conseguido perdoar. Bjsssssssss

Lúcia Soares disse...

Nilce, falei em não perdoar mesmo porque nunca vivi uma situação de mágoa tão grande que fosse preciso isso.
Acho nobilíssimo o perdão e que o alívio é maior para quem o faz do que para quem ofendeu.
Espero que nunca mais seja ferida, a ponto de ter que perdoar.
Beijão!

welze disse...

parabéns por ter conseguido isso. É realmente muito difícil.

Michele disse...

Nilce, a Jaque é um anjo mesmo! Amo aquela menina! :)

Perdoar é necessário mesmo! Não porque "tem de ser feito", apenas. Mas porque guardar mágoas e ressentimentos nos faz mal, adoece nosso corpo e espírito! Perdoar não quer dizer esquecer completamente. Penso que algumas coisas são difíceis de simplesmente apagar da memória. Mas significa deixar passar, encarar como mais uma lição da vida, pensar naquilo sem rancor e tentar sempre entender os motivos do outro! Errar é humano, perdoar é divino - ouvi isso alguma vez! :)


Beijinhos, querida!

Luma Rosa disse...

Nilce, admiro quem consegue passar por cima da mágoa e orgulho e perdoa. Nunca me decepcionei ao ponto de remoer ódio, mas não acho corretas algumas atitudes e se quem convive comigo, sabe - se faz é para ofender. A ofensa ao nosso caráter, integridade moral ou inteligencia é algo difícil e proporcional ao sentimento que nutrimos pela pessoa. Quanto mais gostamos, maior é a dor, maior é a decepção. Diria que perdoar qualquer um é fácil ou se tomamos consciência que essa pessoa não é insubstituível em nossa vida... ulalá!! Tudo se dissolve no ar! Bom fim de semana! Beijus,

Betty Gaeta disse...

Oi Nilce,
Adorei o texto. Eu terapia passei por uma, digamos, terapia do perdão, na qual vc aprende a perdoar a si mesma. É uma luta, mas uma luta que vale a pena qdo vencida.
Bjkas e uma ótima sexta-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Macá disse...

Nilce
Que depoimento bonito. Você sofreu e precisou buscar forçar para poder perdoar, e com isso, o sofrimento passou. Quem ganhou? VOCÊ.
Eu te admiro muito sabia?
ah! e estou muito triste com o fim da blogagem. Não quero me perder de vocês tá?
um beijo

Astrid Annabelle disse...

Olá Nilce!
Eu compreendo bem você. Passei por algo muito parecido e consegui perdoar.
E valeu muito a pena. Aprendi a amar! Assim como disse no final.
Muito boa participação. Muito verdadeira. Deu para sentir.
Um beijo grande
Astrid Annabelle

orvalho do ceu disse...

Oi, querida Nilce
Pelo que postou... aborreci a muitos e ainda continuarei a aborrecer a outros... se Deus me permitir...
Lindo seu post!
Gostei muito das citações que usou para enriquecê-lo.
Um bj em seu coração.

lolipop disse...

Espero que vc me perdoe não ter lido mais cedo seu texto, Nilcinha!
Te admiro muito por ter conseguido vencer a raiva e a dor, e recomeçar, perdoando e ...amando.
Vc está escrevendo cada vez melhor, minha amiga!
TERNURAS
SEEEEEEEMPRE!

Bordados e Retalhos disse...

Querida o perdão beneficia muito mais a quem concede. Vc é mesmo uma guerreira que venceu mágoas e tristeas e seguiu em frente. Segunda feira manderei sua encomenda. Bjs

Ester disse...

Seu depoimento é comovente!

O perdão é um dos mais belos e difíceis dos sentimentos..

Bjs para vc!

Nika disse...

Muito lindo seu post e forte também, te admiro muito por essa força que teve de se permitir livrar se do que te fazia mal e perdoar.Parábens e o brigado por dividir conosco.

VaneZa disse...

Tem perdão espalhado por toda essa blogosfera. Já havia lido os textos da Déia, da Isa e da Marli... que me incentivaram a republicar um post meu hoje. E agora li o seu. Como eu disse a elas... digo agora pra você... perdão ainda é algo que tenho trabalhado em mim, isso porque percebi que o maior beneficiado é o que perdoa. Muitas vezes o que te fez mal nem lembra mais que você existe... e você tá lá... remoendo... remoendo... eu sou asssim. A parte principal eu fiz, reconheci meu erro... agora tô trabalhando pra mudar.

BeijoZZz

Meru Sâmi disse...

Oi, Nilce

Quando termino de ler o que você escreve dá uma vontade de lhe abraçar!
Você disse algo que conheço bem:" Precisei devorar o mal, mastigá-lo, engoli-lo e devolvê-lo em forma de aceitação.", é algo que quase nos aniquila, mas é transformador e dá a exata medida de nossos limites. Sabemos do que somos capazes. Aprendemos principalmente que somos capazes de vencer o maior de nossos inimigos, nós mesmos. Pagamos caro quando abusamos de nosso poder, seja o de domínio sobre o outro, ou o de se deixar dominar.


Ah, e antes que eu me esqueça, que coisa mais fofa e gotosa você já foi! Que olhos hen!
Parabens por Ser!

Beijos...

Deia disse...

Nilce, em diferentes palavras, e por caminhos diversos, chegamos a mesma conclusão! QUe bom que você encontrou o perdão em seu coração para que você possa dar continuidade à sua vida com alegria, autoestima elevada e sorriso nos lábios! Um beijo enorme, Deia

Bombom disse...

A Nilce Guerreira falou e disse!
Como eu te admiro! Depois de uma tão grande tormenta, conseguiste a agarrar na tua própria "tábua de salvação" e sair do abismo! Que forças tiveste de ir buscar ao fundo de ti mesma! E ressuscitaste, ou melhor o AMOR ressuscitou-te!
Obrigada, Nilce por tantas lições de vida que nos tens dado. Como eu tenho aprendido contigo! Deus esteja sempre contigo. Bjs. Bombom