Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Ah, o Amor...

Este texto faz parte da Blogagem Coletiva
de aniversário de dois anos do Meu Cantinho

Correu pelo pátio, desceu as escadas, quase derrubou um grupinho de colegas que conversavam alegres na calçada e nervoso, parou.
Seu olhar percorria o enorme jardim do Colégio. Não via ninguém, apesar de estar lotado. Seus olhos brilharam quando a viu ajeitando os seus cadernos e vestindo seu casaco.
Apesar de ainda ser final de verão, a chuva trouxera um vento gelado. Para ele parecia apenas uma brisa que deixava os cabelos dela mais lindos.
- Oi, meu amor!
- Oi, minha vida, eu te amo tanto.
- Eu também!
- Não saberia viver sem você.
- Nem eu!
- Suas coisas estão prontas? Temos que ir logo.
- Estão na casa da Marcinha. Vamos pegar?
De mãos dadas, Carla, 13 anos e Tiago, 15, saíram abraçados e felizes.
Eram incompreendidos por seus pais e precisavam viver aquele amor.
Esta história é tão comum, e o amor entre adolescentes parece eterno. São juras tão intensas, um endeusamento do outro que a razão não acha razão.

Não sei ainda o final desta história, mas pelo que conheço dos amores atuais, presenciando entre meus alunos, meus filhos, filhos de meus amigos e amigos de meus filhos, tem pouca chance de vingar.
“Eu te amo” virou banalidade. Amam tanto hoje...
Amanhã já esqueceram e estão novamente apaixonados. Quem ficou sofrendo, chora, entram em desespero, acham que nunca mais vão amar.
Foi só paixão, identificam.
Com o tempo, descobrem o quanto foram tolos. Quantas coisas mais belas têm a descobrir. O que achavam ser eterno, agora parece nunca terem vivido.
Entendi o amor quando comecei a amar meus pais. Compreendi o que eles sentiam por mim, o quanto eu amava minha família e o quanto era amada.
Depois descobri o amor de mãe, mesmo sem ter parido.
Se eu não acredito no Amor entre duas pessoas sem laços sanguínios? O amor carnal? Claro que sim.
Eu amo! E muito.
Mas, não sofro por isso. Prefiro viver o hoje. Se um dia este amor acabar, não vou morrer com ele. Vou continuar amando tudo o que tenho e o que conquistei. Mas, faço muito para o preservá-lo.
O Amor é um sentimento Divino.
Ele não cobra, apenas dá.
Suporta tudo, mas não é obsessão.
Não procura defeitos, encontra qualidades.
Não machuca apenas cura.
Não prende, dá a liberdade.
O Amor é transparente. É um sentimento único que sabe perdoar sem mágoas.
Ele não faz feliz apenas quem ama. É o desejo da felicidade do outro abdicando à sua.
É o desejar estar junto e estar, mesmo que em pensamento.
É sentir calor no mais gelado inverno, frio no verão. É chorar de felicidade, de saudade.
Amar é jogar limpo, sem medir consequências.
É viver, sentir.
É secar as lágrimas de uma criança, é ouvir os conselhos do mais velho.
O Amor encontra beleza na chuva, luz na escuridão, paz interior.
Afaga o cão de rua, embala a criança, aconchega o idoso, amamenta o recém nascido, mesmo que desconhecido.
Não humilha, exalta com moderação.
Não tem idade, muito menos tempo.
É incondicional, não impõe regras, não tem limites definidos. Define-se por si só.
Estende a mão a quem precisa, fala quando deve, cala quando necessário.
Quem ama não escolhe a quem. Divide o pão com todos, não vê raça, cor, credo, muito menos classe social.
Encontra beleza no feio, encanta-se com o belo.
Admira o bom, entristece-se com o mau. Distribui e segrega o bem, afasta o mal.
O Amor é nobre e ao mesmo tempo pobre. É rico, é terno, amigo, amante. É mãe, pai, filho; é irmão, avós, família, amigos; simplesmente Amor.


 
O Amor protege, abriga.

O Amor é tudo!
E precisa antes de tudo, ter coragem de ser... HUMANO!
por Nilce Gibson
 Bjs no coração!



35 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Ah! Como é bom este sentimento Nilce!
Que belo texto!
Quando somos jovens amamos o amor...deveríamos continuar sendo assim sempre!
Tem sido um prazer passear pelas páginas dos blogs e encontrar tanta sensibilidade, tanto sentimento puro desejando e propondo uma qualidade de vida melhor!
Adorei sua participação.
Que o amor envolva a tudo e a todos sempre!
Um beijo grande.
Astrid Annabelle

ஐ¸.Lady .¸ஐ disse...

Bom dia querida! Amei sua postagem!
O amor antigamente tinha um valor diferente de hoje.
Infelizmente hoje, com 1 semana de relação já se diz "Eu te amo", se mata em nome do amor, a carência, o interesse estão em evidência.
Muitas pessoas nem sabem que sentimento é esse que move a vida de todos.
Poucos são os que realmente sabem e sentem o significado real dessa dádiva.
Beijos da Lady

Cigana do Oriente disse...

Nossa amiga, esse texto que escreveu é belíssimo, uma verdadeira poesia, adorei!
Que bom se todos pudessem entender realmente o significado do amor e não confundi-lo com paixões.
Beijos e um dia abençoado pra você!

lolipop disse...

OI AMIGA QUERIDA!
Essa interpretação que fez do amor, enquanto sentimento humano e universal, amor pela natureza, pelo próximo, só podia sair do seu coração enorme e amante da VIDA. O chamado amor romântico é, na maior parte dos casos, mais obsessivo, mais egoísta, mais dependente. Oscila ás vezes, entra a lágrima e o sorriso.
Esse amor de que fala, é mais raro, mais precioso, mais livre. De facto não precisa de ninguém para acontecer...é puramente humano.
TERNURAS
Gostei muito do texto!

Misturação - Ana Karla disse...

Maravilhoso Nilce!
O amor verdaeiro é humano.
Também conheço alguns casos incompreendidos pelos pais, de jovens que se amam.
Mas as vezes penso se é mesmo verdadeiro.
Mas todo amor tem que ter uma chance.
Muito amor pra vc.
Xeros

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Amiga, que lindo texto!
Que Deus abençoe sim esse amor que faz parte da sua vida pra que ele dure muito tempo! Afinal, são anos ao lado de uma pessoa, se dedicando, cuidando, compartilhando... São coisas que só o amor é capaz de fazer!

PArabéns por todos esses amores em sua vida.

Beijos minha amiga-mãe ^^

Tati Pastorello disse...

Olá Nilce, que linda participação. O amor incondicional descrito em suas palavras, de uma forma genuína e bela.
Todos nós passamos por este primeiro amor, que julgamos ser o maior e mais invencível de todos, e nos magoamos quando alguém, mais vivido, diz que vai passar: "Ele não sabe o que sinto, o nosso é diferente!". É preciso respeitar o tempo e entendimento de cada um. Acreditar que aquele amor é infinito e durará para sempre faz parte da nossa história, das nossas dores também.
A vida nos prepara para outros desafios, quando buscaremos este amor que você citou. Ainda me sinto tão distante dele, não deixo de almejá-lo por isso!
Beijos.

Françoise disse...

Oi Nilce,
Que belo texto, mas amar não é nada fácil não é? Sonhamos com este amor descrito no post e enfrentamos desafios diários para alcançá-lo. Que bom que temos a vida para busca-lo assim..... Bonita participação!

Abraço carinhoso,
Fran

pensandoemfamilia disse...

Oi Nilce
Obrigada pela sua visita, já sentia sua ausência.
Muito maduro o que descreve sobre o amor. parabéns.
bjs

Betty Gaeta disse...

Oi Nilce,
Acredito nas diferentes formas de amar. Acho que o amor dos adolescentes não é menos amor do que o amor maduro, só é diferente.
O texto está muito lindo... Parabéns!
Bjkas e uma ótima quinta-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

ValériaC disse...

Nilce minha flor querida...lindo demais o texto sobre o Amor...adorei sua participação na Blogagem de Cintia...
Longo é o caminho da paixão até o verdadeiro amor...beijinhos...
Valéria

Isadora disse...

Ah Nilce, os amores da adolescência. Quando chega ao fim parece o que perdemos o chão e que bom ficarmos mais velhos e tranquilos. Ainda que muitas vezes caiamos de joelhos, é inevitável.
O amor incondicional para mim é o mais belo de todos, inclui tudo e não exlui nada.
Um beijo

Karla Gisele disse...

Olá tudo bem?
Vim ver seu post sobre a blogagem coletiva. Poxaa profundo viu? Adorei seu cantinho e já estou te seguindo. Beijosss


www.universoparticular.net

Barbie Girl disse...

Nilce que bela participação!

Estou muito feliz!

O amor dos jovens é lindo e puro, acho que todos nós deveríamos amar assim!

beijos

Cantinho She disse...

Queridona, simplesmente MARAVILHOSO, beijo, beijo e SHEirinhos!
She ;)

Yoyo Pizy disse...

Bela participação amiga!
Um texto transbordando amor, mas um amor real, sem fantasias, um amor de verdade.
Bjo no core

Denise disse...

Oi flor!

Adorei a forma como se expressou, é o sentimento mais forte quando se é verdadeiro.

Que tenha uma belíssima quinta, fica com Deus!

Bjinhos

welze disse...

amor é tudo e nada não é mesmo? Tão simples e tão complexo ao mesmo tempo. adorei.

Socorro Melo disse...

Oi, Nilce!

Seu texto está lindo, recheado de tantos exemplos de amor, e de tantas definições que podemos dar ao amor, e de tantas certezas aprendidas com a vivência.
Parabéns, amiga!

Com amor,
Socorro Melo

Michele disse...

Lindo texto, Nilce!
Cheguei aqui pelo blog da Jaque e me encanto com tudo que fale sobre o amor!
O amor é muito mais do que palavras. É que algo que se vive, mais ainda do que se sente. Posso compreendê-lo de infinitas formas, mas agora de uma maneira nova: o amor de mãe, já que estou grávida de quase seis meses! :)


Beijinhos!

Bordados e Retalhos disse...

O amor é mesmo tudo isso que vc falou. Sabe acabei por optar pela carta porque não saberia escrever lindamente como vc escreveu. Acabei mais uma vez expondo uma pessoa. Minha tia não ficou satsifeita com o texto no blog. Mas fazer o que? Da próxima vez pergunto primeiro. Mas estava tão sufocada com esa história (omiti o mais sério no post)que tinha que escrever. Querida sua toalha ficou pronta e eu achei muito linda. Agora estou finalizando o marcador de livros, então acho que no final de semana fica tudo pronto e na segunda enviarei para seu endereço. Espero que goste. Bjs

Beth/Lilás disse...

Uau, que coisa linda!
Sim, o amor é tudo, faz-nos crescer em bondade e luz.
Pena que hoje em dia banalizaram demais, utilizando a palavra amor para tudo e qualquer coisa!
um beijo grande carioca

Nika disse...

Lindo post, é uam delícia falar de amor...o amor dos jovens...com esta banalização do "eu te amo" é mais fácil ainda decepções entre jovens,porém é tão ruim quando nossos sentimentos não são compreendidos pelos mais velhos.
Acredito que nenhum amor é impossível se for amor de verdade.
Bjs

Iram M. disse...

AMOR É: MESMO NAO ESTANDO SE COMUNICANDO COM UMA AMIGA DISTANTE, ELA ESTÁ SEMPRE NA LEMBRANÇA E NO CORAÇAO.
TE VEJO SEMPRE.
BEIJOS

IRAM

Lúcia Soares disse...

Nilce, você sempre fala direto, de maniera compreensível.
Ninguém nunca disse que amor seja fácil, mas é tão bom pensar que sim, que basta querer para que ele aconteça, não é?
O primeiro amor, mesmo que nõ dure "para sempre" é inesquecível. Nada como gostar de alguém aos 15 anos...Uma delícia!
beijo!

Manuela Freitas disse...

Querida Nilce,
Gostei muito do teu post. Obviamente que no amor também há uma aprendizagem, esses nossos primeiros amores são um primeiro caminho, depois com o tempo vamos valorizando muito mais tudo que nos rodeia e constatamos que o amor pode ser tão grande como o mundo.
Óptima a tua postagem. Parabéns.
Beijinhos,
Manú

diariodumapsi disse...

Ei Nilce!
Belo texto!
Sem amor nos desumanizamos e sem ele a vida não teria a menor graça.
Gd beijo

orvalho do ceu disse...

Oi, minha amiga Nilce
DEUS É AMOR...
Desculpe-me ter chegado tarde à festa, estou acamada mas não posso passar sem vir apreciar os convidados (e seus presentes) da Cíntia tão querida.
Que vc seja feliz, amada e abençoada!
Com todo meu AMOR fraterno,
BJS

Isabelita Fradique disse...

Que lindo.
Adorei. Estou te seguindo já. Te convido para conhecer meu blog se gostar me segui tb.
bjus

http://novamodaemdestaque.blogspot.com/

Meri Pellens disse...

Eu acho que o amor verdadeiro vai além do sentimento. Paixão é sentimento, mas passa. O amor mesmo é um ato de vontade, senão como poderíamos cumprir o ensinamento de Jesus que pede que amemos e oremos por nossos inimigos?
Beijos na alma, querida!

Bombom disse...

Fiquei sem palavras...Gostei muito e preciso de meditar um pouco mais nesta tua tão profunda reflexão sobre o AMOR! Obrigada, Nilce. Bjs. Bombom

Barbie Girl disse...

Amiga querida

Obrigada pela gentileza, seu link sempre ficará lá no Meu Cantinho.
beijos