Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Sou o que sou!







imagem da internet

Resolvi, depois de pensar muito, falar um pouco sobre mim.
Como meu blog é muito pessoal, achei que as pessoas estão pensando que sou uma “coitadinha”, uma “certinha”, uma “sofredora feliz”. É ruim! Sou feliz, mas sofredora já é demais. Sou normal, cheia de defeitos como todo mundo. Resolvi que meu blog seria pessoal, porque minha história é especial para mim, como toda história pessoal o é. Então hoje vou expor só coisas sobre mim. Pode ser que alguém me odeie: “tô nem aí” (detesto essa música). Amo os que me odeiam e os que me amam como sou. Peço a Deus vida longa a eles para que todos possamos ser felizes.

Vamos lá:

- Sou sincera até demais! Desembucho tudo e muitas vezes ouço o que não quero;
- Detesto mentiras;
- Sou muito teimosa;
- Já tive duas personalidades por necessidade;
- Sou super protetora e os meus ficam de “saco” cheio comigo;
- Sou infantil, tenho coleção de bichos de pelúcia;
- Sou apaixonada pela vida, pelos meus filhos;
- Não gosto de discutir religião;
- Tenho "tara" por bolsas e sapatos;
- Sou fumante, mas, não fumo dentro de casa, muito menos na casa dos outros e nunca usei drogas ilícitas;
- Detesto pagode, rock pesado, além de algumas bandas tipo: "Calypso", ui;
- Adoro carnaval;
- Considero-me apolítica, mas critico governantes;
- Não perco jornais, nem programas jornalísticos;
- Esqueço nomes, esqueço coisas;
- Nunca traí, mas já tive vontade;
- Perco tudo quando vou sair;
- Grito quando estou com raiva;
- Não sou a favor do aborto;
- Tenho pavor de horário político;
- Adoro dançar;
- Amo a liberdade de dirigir sozinha, principalmente em rodovias sem muito movimento, ouvindo minhas músicas preferidas;
- Sou Corinthiana;
- Sou exigente, mas nem tanto, com a escrita, mesmo antes de frequentar uma Universidade, com um porém: Escrever bem, mas falar muito correto é dose. Não gosto;
- Sou “bocuda”, adoro piadas sujas, mas sei onde e quando;
- Sou ansiosa, não sei esperar;
- Sou compradora compulsiva, principalmente quando fico nervosa;
- Sou sonhadora, mas sonho o hoje;
- Tenho medo de tempestade;
- Não gosto de serviço doméstico, mas sou exigente.
- Tenho mania de limpeza;
- Irrito-me com facilidade;
- Gosto até demais de churrasco, com muita salada, principalmente verde;
- Adoro meus animais;
- Sou chorona, sofro com os problemas dos outros;
- Não suporto desrespeito com os idosos, nem maus tratos com crianças e animais, muito menos com os mais humildes;
- Reconheço que não tenho feito muita coisa para mudar o mundo;
- Sei separar ignorância de burrice e detesto a última;
- Adoro casa cheia, mas não sou de ficar fazendo muitas visitas, principalmente a vizinhos;
- Sou muito prestativa se precisarem de mim, estou pronta;
- Detesto criança mal educada;
- Sou contra muita coisa do “Estatuto da Criança e do Adolescente”, principalmente quando ele trata de adolescente;
- Aprendi a pedir perdão;
- Adoro pijamas e camisolas, mas não consigo dormir com eles. É meu traje caseiro;
- Adoro homens cheirosos, bem arrumados e românticos;
- Tenho pavor de mulheres que brigam por homens ou vice versa;
- Procuro não sofrer por amor, arrumo outro;
- Detesto ingratidão;
- Adoro ganhar e dar presentes;
- Amo flores, gosto muito de ganhá-las;
- Não gosto de maquiagem, no máximo um bom batom;
- Acho que sou realista, mas dizem que sou pessimista;

 

Enfim, sou chata, briguenta, egoísta, brincalhona, radical, cheia de manias, faço loucuras..., adoro demonstrações públicas de afeto, sou alérgica a quase tudo e creio em Deus.
E o pior de tudo: ganho pouco, professora aposentada e por invalidez, imaginem..., mas sei dividir as despesas. Não tenho tudo, mas amo tudo que tenho.
Deve ter faltado mais alguma coisa. Mas, por hoje chega.


Bjs no coração!


Nilce




3 comentários:

Lu disse...

Nilce
acima de tudo uma mulher GUERREIRA, AMIGA, GENTE BOA e BOCUDA (com certeza).
Bjs
Lu

Iram M. disse...

Amei, Nilce!

Curta, objetiva e sincera. Com um pequeno resumo você falou quem vc é. E eu já te imaginava assim. Espontânea e bocuda. Adooooro gente bocuda, pois eu só sou bocuda e isso me faz um bem danado.
Adorei, este post!
Beijos

Iram

Nilce disse...

Oi, Lu e Iram
Existem pessoas que não gostam, mas a vida é maravilhosa quanto se tem alegria e os "bocudos" sempre são muito alegres. Nunca usei palavras chamadas de "baixo calão" perto dos meus filhos quando eles eram crianças e agora eles acham muita graça, acham que mudei e então eu repito: "não se ensina às crianças palavrões, mas agora vocês são adultos". Eles sabem que me comporto muito bem com pessoas que não gostam, hihi. Sei ser "santinha" no momento certo. E você Lu que conhece muito bem o marido, sabe o quanto somos "bocudos" e nos divertimos muito.

Bjs no coração!