Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Cadê a Mila? II



 
MILA descansando no sofá


Continuando.............

Dormi  bem tarde e mais cedo do que de costume, pois tinha ido ao hospital. Acordei as 3:30 da madrugada com muito calor e levantei.

Quando ia abrir a porta do quarto pensei ter ouvido o miado da Mila. Quando acendi a luz do banheiro do meu quarto, logo pensei, ela já chamou. É seu costume. Mia para que a chamemos ou de preferência para irmos buscá-la.

No calor deixamos a porta dos fundos aberta direto para que, principalmente o Mel, fique no fresquinho. Fui até a sacada dos fundos, de onde imaginei ter ouvido seu miado e ao passar pela sala de jantar, encontrei o Mel andando parecendo-me preocupado.

Verdade! Acho que ele já a estava procurando há mais tempo. Falo assim porque isso já aconteceu outras vezes.

Já fui chamando ela, baixinho é claro, não queria acordar todo mundo. Chamava e procurava. E à medida que voltava nos mesmos lugares já fui ficando apreensiva.

Imaginem, a Mila atende sempre ao primeiro chamado, vem correndo. Mas nada. Voltei ao quarto, olhei por tudo, debaixo da cama, na minha poltrona que ela costuma ficar, no banheiro, por tudo.

Mas não podia fazer barulho, não queria acordar meu marido. Fechei a porta e voltei ao corredor. Entrei num quarto, procurei por tudo novamente, cheguei a abrir os armários, chamei, chamei e nada.

Devagarzinho, entrei no quarto da minha filha. Ela dormindo tranquilamente, atravessada na cama, embrulhada em seus edredons, com este calor, ufa, e o ventilador ligado.

Repeti tudo que já havia feito para achar minha gata e adivinhem........ nada!

Fui ao outro banheiro e conforme ia saindo das peças fechava a porta para ter certeza de que ela não estava brincando comigo. (Olha minha imaginação, era sono ou medo de que algo pior tivesse acontecido?)

Para que a coisa não se estenda tanto, depois de mais de uma hora fazendo o mesmo caminho, e olha que o ap. é pequeno, resolvi pegar um roupão e descer as escadas.

Numa dessa ela havia saído pela porta e ninguém tinha visto. Talvez estivesse na porta de outro ap. Afinal todas as entradas são iguais.

Quando abri a gaveta de pijamas e onde fica meu roupão, qual não foi minha surpresa? Alguém dormia ali, na maior tranqüilidade.

Voltemos aos fatos.........

Quando entrei para tomar meu banho, já era tarde, lembram disso?

Abri minha gaveta de pijamas e resolvi dar uma boa “arrumadinha”, pois notei que estava usando os mesmos sempre.

E coleção de pijamas é uma das minhas manias. Já havia tirado os de inverno há algum tempo e guardado, mas notei que as peças dos pijamas de verão, que ficaram na gaveta não estavam juntas.

Com todo cuidado fui retirando tudo e ajeitando. Separei os que achava que precisavam de uma nova lavada e o que ia por.

As últimas gavetas de minha cômoda são enormes e a parte dos fundos é mais baixa e acho que quando fui levar algumas peças ao banheiro ela entrou e foi lá no fundo.

Quando fechei, ela voltou e deitou ali tranquilamente.
Quando acordei e acendi a luz, ela miou, mas achei que era lá fora.

Esse foi o meu erro! Passei a noite procurando por ela e adivinhem para onde foi o meu sono? Agora é ele que procuro, desde ontem.

Estou olhando, agora, para ela dormindo ali no tapete bem tranquila. Sua safada! Adoro você, minha companheira!

Bjs no coração!


Nilce


2 comentários:

Lu disse...

Oi Nilce
Eu nunca fui muito chegada a bichinhos de estimação até o Pepe chegar em casa. Agora ele é o rei do pedaço. Só está perdendo um pouco de terreno por causa da Mariana, mas até dormir na nossa cama ele dorme (enqto ela fica no berço). Comigo aconteceu quase a mesma coisa. No dia 15 de janeiro eu estava mudando de apto em SP e na mudança o Pepe sumiu. Eu, o Serginho e a moça que me ajudava ficamos mais de uma hora como loucos procurando por ele. Cheguei a percorrer todo o condominio chorando na rua e perguntando se as pessoas não tinham visto um cachorro caramelo andando sozinho. Resumo, qdo voltei desesperada para casa, encontrei o bicho dormindo dentro do guarda-roupa. Não sabia se ria ou chorava.
Esses bichinhos são demais.
Bjs
Lu

cantinho she disse...

hahahahahaha muito bom! Meninaaaa ela é muito gataaaaaaaaaa! (rsrsrs)
Beijooooooo