Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Orgulho!!!

Blogagem Coletiva: Sentimentos/Emoções
proposta pela Glorinha do Café com Bolo



“– O orgulho é um vírus que contagia a minha mente.
- Contagia a todos. Até um psicótico tem idéias de grandeza.
- Será que é possível destruir o orgulho?
- Não creio. Nossa maior tarefa é controlá-lo.
Para finalizar a complexa aula, voltou-se para a face do jovem amigo e completou:
- A sabedoria de um ser humano não é definida pelo quanto ele sabe, mas pelo quanto ele tem consciência de que não sabe...”
Augusto Cury
(O futuro da Humanidade - Página: 82)

Mais uma vez, quero usar da minha sinceridade, coisa que, para quem me conhece, sabe que me é muito peculiar. Defeito para muitos, virtude ou qualidade para outros.
Seria muito fácil colocar aqui textos copiados sobre orgulho, discursos prontos que ensinam o que é, e como não ser “orgulhoso”. Mas, isso não me parece o correto. Nem vocês aceitariam de mim que eu o fizesse.
Posso até postar algumas idéias, pensamentos, mas nunca tentar ensinar-lhes, ou mostrar-lhes um caminho que nem eu mesma conheço, ou nele possa me reconhecer.
Deixo para os psicólogos, pensadores, críticos, filósofos e os “formadores de opinião” de plantão.
Gosto e prefiro falar por mim mesma, dizer claramente o que penso e o que sou independente do que possam pensar.
Críticas?? Gosto muito! São elas que me ajudam a crescer e aprender muito mais.
SOU ORGULHOSA, SIM!
Não ando pela rua com aquele “nariz erguido”, “me sentindo a tal”, ignorando o ser humano, desigualando-me da sociedade, e colocando-me num patamar superior aos outros. Não me considero arrogante.
Humildade? Talvez!
Sensatez? Possível!
Sensibilidade, amor ao próximo. Com certeza!
Somos aquilo que aprendemos com os exemplos que tivemos. E orgulho me foi ensinado como um gostar do que conquistamos, e não o considerar-me melhor pelas minhas conquistas.
Mas, não a ser perfeito.

Tenho orgulho do que conquistei e de muito mais.
De ser o que sou, de me achar linda e muito feia num mesmo dia.
De ter abdicado a muitos sonhos para cuidar dos meus filhos.
Orgulho-me muito por ter tido forças para abandonar um casamento falido e ter começado do zero uma nova vida, sozinha e já com três filhos.
De ter conseguido voltar à Faculdade, e nunca querer parar de aprender, mesmo depois de pós-graduada, entendendo sempre que o aprendizado é diário e contínuo, e que ninguém é possuidor de tanto saber que não possa aprender mais com o outro.
De ter conseguido estudar sempre em Escolas Públicas, do Jardim de Infância ao Curso Superior e ter sabido explorar o melhor, deixando de reclamar pelo que não tinha e aproveitando o que ela tinha para me oferecer.
De ser brasileira e nunca perder a esperança e de lutar por mim e por todos.
De querer e procurar deixar filhos melhores para o mundo.
De enxergar que não sou perfeita, reconhecer os meus erros, minhas “burradas”, meu orgulho ferido que só faz mal a mim mesma, e de tantos outros defeitos que possuo.
Por ser capaz de perdoar e desejar a felicidade e capacidade de vencer a todo e qualquer ser humano.
Tenho orgulho dos meus filhos, minha maior conquista, minha maior realização.
Da minha capacidade de renovação dia após dia, mesmo quando o chão parece se abrir diante de mim, ou quando tenho vontade de desaparecer ou entrar embaixo da cama e ficar quietinha escondida, como quando era criança.
Por muitas vezes querer desistir de mim mesma, quase pedindo para o mundo parar e, ao ver um sorriso, receber um telefonema, ouvir uma palavra, abrir um e-mail ou um texto de um amigo, conseguir acordar novamente para a vida.
Descobrir que mesmo achando que não, sou útil e amada.
Das coisas que conquistei com meu trabalho e esforço, das glórias, amores e dissabores que a vida me trouxe.
Por tudo isso, venho aqui, confessar a todos: SOU ORGULHOSA, e muito.
Convencida, altiva e assumida de que isso faz parte de mim e de todo ser humano.
Um orgulho que gosto de dividir e hoje o faço com você que me leu até aqui.
A quem se acha livre desse sentimento e de todos os outros chamados de “ruins”, deixo aqui o meu: SINTO MUITO!
Não sou perfeita. Sou normal!




Bjs no coração!

48 comentários:

Nilce disse...

Desculpem-me se pareceu mais um desabafo.
Não pude preparar nada durante a semana e acabei de chegar de viagem, onde fiz uma avaliação médica que me consumiu tudo o que havia me restado, depois de uma semana terrível.
Foi o que consegui escrever. Li o texto e achei que era bem isso que queria falar.
Podem sentar o “pau”. Eu agüento.

Amanhã viajo novamente. Por isso posso demorar um pouco a chegar até todos. Mas prometo que até segunda, eu chego

Mais uma vez, quero agradecer o carinho de todos.

Bjs no coração!

Nilce

Taia Assunção disse...

Gostei muito do seu texto "desabafo" o achei completamente pertinente com o título sugerido para reflexão. Me orgulho exatamente pelas mesmas coisas que você, temos histórias parecidas. Tento controlá-lo para que ele não me suba à cabeça, para que eu não me sinta dona da verdade e da situação. Sei ouvir, sei perdoar e também sei orgulhar-me daquilo que me foi caro e daqueles que me são caros. Tenho recebido suas respostas pelo email e tenho respondido de volta por ele. Beijocas! Cuide-se...ah eu aceito um pedaço do empadão viu...rsrsrsrs.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eh isso aí Nilce! Gostei de ver.
O negócio é esse mesmo, ter ORGULHO do que vc faz e faz bem feito.
Isso não é ser metido, é ir contra a falsa humildade.
e o que vc faz bacana é mérito, esforço e conquista sua. Portanto é digno de aplauso, principalmente o seu.

Tenho orgulho de ser seu amigo, minha querida Nilce!
bom dia

Dama de Cinzas disse...

Sim, tudo isso é motivo pra se orgulhar mesmo! Continue assim!

Eu pensei o seguinte, esse seu post poderia valer para a blogagem coletiva da Elaine, o melhor de mim... rs... Não é fácil escrever sobre o que gostamos na gente, pelo menos pra mim não é...

Beijocas

Mariazita disse...

Para quê recorrer a textos copiados, discursos prontos que "ensinam" o que é o orgulho???
O seu texto é melhor do que qualquer outro que pudesse copiar, minha querida.
Li-o de um fôlego. Penso exactamente como você. Uma esposa e mãe tem tantos motivos para sentir orgulho! E todos os que você aponta são perfeitos.
Adorei!
Que tudo corra bem com sua saúde.

Beijinhos

Ana Lúcia disse...

Amiga me junto a vc em várias partes do seu texto e vamos em frente que um pouco de orgulho não machuca ninguém.Grande beijo e obrigada sempre pelo carinho e pelas visitas.

Iram M. disse...

Oi Amiga,
Saudade! ESTOU AQUI NOVAMENTE TE ACOMPANHANDO. Não te esqueci, ta!
Um beijo tamanho grande.

Iram

Leci Irene disse...

Nilce, este teu orgulho é coisa boa, divina! Se todos nós tivéssemos este tipo de orgulho, seríamos pessoas mais guerreiras e felizes!!!!!!!!
beijos

Liza Souza disse...

Nilce,
achei o texto lindo, pra falar a verdade um dos mais lindos da postagem sobre sentimentos. A gente tem mais eh que encher a boca pra dizer que tem orgulho da gente mesmo, afinal a gente tem que reconhecer as nossas conquistas, na maioria das vezes tao suadas e sofridas. Parabéns por ser o que é, por ser tao especial e por valorizar as coisas que realmente importam na vida.
Beijos

Tati Pastorello disse...

OI Nilce, ficou ótimo, que desculpe-me o que!!!
Eu também sou orgulhosa, e não só orgulhosa boa não. Eu tenho momentos de arrogância, sou controladora, gosto das coisas do meu jeito... Já fui bem pior! Hoje exerço aquilo que você falou no início: minha maior tarefa é controlá-lo! Isso eu faço bem!
Você tem muitos motivos para se orgulhar sim. E é útil, claro que é! Orgulhe-se de alegrar e aquecer o dia de muitos. Suas palavras são sempre gentis, generosas. Você me faz sentir tão feliz! Um grande beijo.

Cantinho da Cê disse...

Bom dia Nilce,

Puxa, que desabafo lindo...

E eu me sinto orgulhosa de ter entrado neste mundo do blog e conhecer pessoas como você...

Beijos,

Chica disse...

Ficou muito lindo esse desabafo e temos que ter orgulho das coisas que temos e conquistamos pela vida...beijos,chica

António Rosa disse...

Nilce

Adoro a guerreira que você é. Gostei do seu desabafo.

Mas reconheço que na minha idade, esse tipo de orgulho que a maioria das pessoas diz ter, já não sinto isso. Apenas sinto prazer naquilo que faço, desde que bem feito. Se não o fizer bem, também não me recrimino, nem me culpo.

Creio que o 'orgulho' não tem nada a ver com 'perfeição', mas sim outras necessidades da alma, que devem ser aceites e respeitada pelos demais, o que não acontece, como sabe.

Vir aqui é sempre uma lufada de ar fresco.

Beijo

António

Isadora disse...

Nilce, esse orgulho ao qual você se refere, são conquistas, vitórias suas, que carregam a sua marca e é naturalíssimo, nos orgulharmos. Acho que ruim seria se não tivesse o crédito que merecem.
Esse é o orgulho bom e que acredito todos nós temos.
O orgulho que extrapola, que ultrapassa o limite e que, infelizmente, vemos em tantas pessoas, esse sim, não faz bem e as pessoas acabam por ficarem isoladas.
Um beijo e espero que esteja tudo bem com você

Manuela Freitas disse...

Querida Nilce, gostei imenso do teu post,a vida é mesmo assim como dizes, momentos bons e momentos maus. Sentir orgulho, também é inerente às nossas conquistas, a ter conseguido ultrapassar problemas, a criar metas e fazer tudo para as atingir.
Os meus parabéns e desejo as tuas melhoras.
Beijinhos,
Manú

Meru Sâmi disse...

Oi, Nilce!

Ah, vem sentar aqui do meu lado...! Delícia de desabafo! E para quem não sabe, é assim que se faz. Direito e verdadeiro.
Mas eu não estou com orgulho de ser brasileira, está doendo o praticínio que estão fazendo com esse país tão rico/pobre.
Gostei de estar aqui, levantou meu ânimo, grata amiga!

Beijos.

disse...

Olá Nilcinha!!! Um desabafo lindo! Você possui a consciência do orgulho construtivo, aquele que nos deixa feliz e nos faz observar que nossos esforços deram um resultado positivo. Bjoss no coração!

KINHA disse...

Ola amiga

Adorei sua visita e estou feliz por retornar a minha rotina de visitas aos blogs, e postagens. Mas acima de tudo adorei sua presenca em "my birthday party".

Bjo

Betty Gaeta disse...

Oi Nilce,
Adorei o texto, mas eu não sou uma pessoa orgulhosa, não! Como minha mãe era muito orgulhosa, tendendo para a soberba, eu sempre tive medo de ficar igual a ela e me reprimi muito. Talvez até me falte um tantinho de orgulho para ser normal.
Bjkas e uma ótima sexta-feira para vc.

http://gostodistonew.blogspot.com/

Glorinha L de Lion disse...

Nilce, eu tenho orgulho de ter te conhecido, pois como eu, vc é franca, sincera e dá a cara à tapa! Achei seu texto esplêndido e nada egoísta como falou, acho super válido se expor, isso ajuda as pessoas a refletirem sobre elas próprias.
Temos que nos orgulhar sim, de ser quem somos. De nossas conquistas. Detesto quem posa de humilde querendo elogios. Por tudo isso e muito mais, tenho imenso orgulho de ter conhecido tanta gente com orgulho de ser quem é. beijo grande

Fátima disse...

Nilce seu texto está melhor que a encomenda, li quase que sem respirar.
Orgulhar-se das conquistas e das renúncias , esse orgulho é positivo e motivante, nos leva a ultrapassar limites que muitas vezes nos pareciam impossíveis.
Adorei mesmo.

Beijinho com carinho.

Jacky Simionato disse...

Ahhh Nilce, que belo texto esse seu hein?!
Super gostei.
Desculpe o simiço, viu?
Nçao vou desaparecer mais.
beejo grande":"

Lúcia Soares disse...

Nilce, foi um sincero desabafo.
Um desnudar a alma, mais uma vez.
Somos humanos. Com perfeições e outras tantas imperfeições.
Acho que vivemos momentos, cada um com seu sentimento.
Somos um pouco de tudo.
Sinto-me orgulhosa em poder estar aqui e lhe deixar um beijo e um abraço apertado.
Cuide-se cada vez mais.
Quanto mais falamos, mais nos conhecemos, mais podemos nos ver e aprefeiçoar o que nos incomoda.
Beijo!

Gina disse...

Nilce,
Tudo é questão de equilíbrio, não? como não se sentir feliz com as realizações, as superações, a família constituída? O ponto crucial é sempre não se deixar levar pelos exageros, passar por cima dos outros, certo?
Orgulho, mas com consciência tranquila, sem problemas...
Bom final de semana!

anita sereno disse...

ola querida amiga
mas que palavras
incríveis
vem deste teu belo
coração
dai o teu blog ser mulher
guerreira
sim porque quem escreve assim ...
é de força coragem
e te admiro por tal
bom fim de semana
beijos de quem te ama

Bordados e Retalhos disse...

Como não ter orgulho de uma trajetória como a sua? É preciso se orgulhar mesmo, principlamente naquelas horinhas em que a gente se sente pequena e então agrader a Deus ple avida. Bjs querida Nilce

orvalho do ceu disse...

Olá, Nilce querida
Que bom a gente conviver com gente normal e poder ser normal também...
Muito sincero e comovente o seu post.
Temos muito em comum no desenrolar de nossas vidas...
Um grande abraço fraterno de paz.

Cigana do Oriente disse...

Nilce, gostei muito do teu texto e me sinto assim também.
Acho que tem vários tipos de orgulho, e uns podemos até chamar de "soberba", esse com certeza não é legal.
Mas como não ter orgulho de nossas conquistas? da educação que demos aos nosso filhos e hoje vê-los seguir um caminho decente?
Como não sentirmos orgulho de termos a coragem de nos levantar depois das quedas? e dos amigos leais que temos então, o que falar?
Acho que estes orgulhos todos eu tenho pois nós os conquistamos e sabemos que sem perseverança não teríamos chegado a lugar nenhum.
Beijos em seu coração minha amiga!

Macá disse...

Olá Nilce
Você tem mesmo de ter orgulho por ser uma guerreira como é!
Orgulho pra mim é isso: das coisas que fizemos, do que conquistamos, dos amigos que nos prezam, de termos tido a sabedoria de virar a mesa na hora certa, essas coisas.
um beijo grande

lolipop disse...

Vc tem sim que se orgulhar por ser a pessoa que é. Honesta, lutadora, gentil, carinhosa, inteligente, amante de sua família, amiga com coração enorme...
Quando falo a alguém da "minha amiga Brasileira, a Nilcinha", ponho o nariz no ar...com orgulho de sentir nossa amizade.
Agora fiquei meio preocupada com vc e esse exame médico...e não me senti nada orgulhosa de mim mesma por ainda não te ter escrito...
Perdoa.
Carinhos Muitos

Kelly disse...

Oi Nilce, o orgulho não é um sentimento de todo ruim, desde que esteja sob controle. O orgulho fora de controle é um veneno perigosissimo!!!!! Ahhhh, o resultado só amanhã viu????rsrs beijos

Bombom disse...

Querida Nilce, muito me orgulho por estarmos em sintonia de sentimentos. Muito me orgulho por fazer parte deste teu grande grupo de amigas sinceras. Sou feliz por vos ter conhecido e por aprender sempre algo mais. Me orgulho de ter uma Amiga Guerreira que não se deixa afundar porque sabe que pode contar com "muitas Mãos" para a segurar...
Desejo muito as tuas melhoras e te envio a minha maior energia positiva. Bjs. Bombom

Camille disse...

Bacana por estar satisfeita com as suas escohas e o resultado delas. Entendo o que voce quer dizer com o oegulho como um sentimento meio duvidoso, o orgulho cega, mexe com a vaidade , o ciume, descarrilha um tanto de coisas desnecessarias, mas que ainda estao ai na corrente sanguinea emocional do humano. Ninguem é perfeito, todo mundo é humano. E bacana é voce de estar feliz por ser voce.
Beijos e lindo seu post,
Cam

Camille disse...

Bacana por estar satisfeita com as suas escohas e o resultado delas. Entendo o que voce quer dizer com o oegulho como um sentimento meio duvidoso, o orgulho cega, mexe com a vaidade , o ciume, descarrilha um tanto de coisas desnecessarias, mas que ainda estao ai na corrente sanguinea emocional do humano. Ninguem é perfeito, todo mundo é humano. E bacana é voce de estar feliz por ser voce.
Beijos e lindo seu post,
Cam

Denise disse...

Olá Nilce!
Que bela revelação esse post, mostrou porque é guerreira e acima de tudo uma pessoa absolutamente normal, que pode errar e tem direito de outra chance para ser feliz.
Que orgulho ter vc como amiga!
Te admiro muito.
Bjinhos, bom fds!

Pepi e Xixo disse...

Oi Nilce,
Gostamos muito do seu texto, viu?
Como vc mesma diz: Você é uma guerreira...parabéns
Lambeijos e Ronrons
Pepi e Xixo

Nika disse...

Oi Nilce para mim esse é o orgulho mais bonito e mais saudável que alguem pode ter, afinal você é uma guerreira e deve se orgulhar disso sim como diz a sabia frase "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é", lindo texto, me vi em alguns trechos, o que posso dizer a vc é continue a se orgulhar de tudo o que vc disse pois vc deve fazer isso mesmo eu chamo esse orgulho de amor próprio...bjs

Beth/Lilás disse...

Oi, amiga!
Muito bacana seu post desabafo que na verdade é uma visão para dentro de si mesma, analisando, verificando coisas boas que tem e por isso faz esta linda análise de que tem que ter mesmo orgulho de ser quem és.
Eu tenho orgulho também de mim, da pessoa que sou, afinal nunca envergonhei pai e mãe, cuido de minha família com zelo e amor, participo de ajudas comunitárias e humanitárias, não compactuo com a violência e nem me corrompo.
Então, tenho que ter esse orgulho próprio, não é mesmo?
um beijinho carioca

Delano Alexandria disse...

Bom dia! Olá Nilce, Gostei muito do seu Blog.Parabéns, orgulho é um sentimento que contagia a todos mesmo, mas as vezes ele é bom pra gente em certas adversidades da nossa vida, porque, cabeça baixa é sinal de derrota, ai não pode né!

Isso tudo me lembra o Jogador de futebol Argentino Maradona...rsrsr

Aquele abraço!

Jaque ઇ‍ઉ disse...

Amiga querida, como eu falei pra Rosélia, existe o orgulho bom. E é isso que você colocou aqui. Eu tenho orgulho de vc ^^
Esse sim deve fazer parte da nossa vida, temos que ter orgulho pelo que conquistamos e pra isso não precisamos rebaixar ninguém nem se sentir superior. É na medida certa.

Parabéns pelo texto. E espero que suas próximas semanas sejam mais tranquilas.

Beijos e aguardo seu retorno :)

Socorro Melo disse...

Oi, Nilce!

Seu post está ótimo. Eu também tenho meus brios, kkkkkkk
É muito prazeroso e gratificante o sabor das nossas conquistas, dos nossos aprendizados, e isto nos enche de orgulho sim.
Aquele orgulho onde a pessoa se acha melhor que os outros, que se torna arrogante, esse sim merece ser policiado, e controlado, como bem disse Augusto Cury, mas, o orgulho-prazer de ser quem somos, isso só aumenta nossa autoestima, com certeza.

Beijos, amiga. Fique bem.
Socorro Melo

ஐ¸.Lady .¸ஐ disse...

Desabafe flor, seu cantinho é para tudo o que sentir no coração.
Sentir orgulho em fazer o bem é o melhor sentimento que existe.
Tenha um domingo de muita paz.
Com carinho, Lady.
Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Boa semana pra vc, viu Nilce! Passando aqui pra te dar um bjão!
felicidades p vc e maridón

Beatriz disse...

Oi Nilce!
Adorei o texto e a honestidade!
Bons ventos!!!
Bia
www.biaviagemambiental.blogspot.com

Mahria disse...

Você me pareceu ter um orgulho sadio. Tem orgulho das coisas que conquistou, de suas lutas e vitórias. E isso é muito bom.


Bjs
Mah

Edson Marques disse...

Nilce,


Que bom que você gostou do meu poema Mude, conforme teu comentário deixado no blog da Silvana : http://blogdasilnunes.blogspot.com/2010/09/mudanca.html#comments

Acontece que esse poema não é de Clarice Lispector!

Mude,
mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.

Livro Mude já publicado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra.

Detalhes no meu blog www.Mude.blogspot.com

Abraços,

gorettiguerreira disse...

Olá minha guerreira!
Tem que ser orgulhosa de como te farão transmitir, amiga.
Gosto de mulher ousada.
Bjs de luz.
Goretti