Minha infância, minha vida, meus amores e dores; minhas idéias e meus ideais; idéias alheias, conversação entre sorrisos e lágrimas, tudo contado de uma maneira gostosa e com uma pitada de bom humor por uma pessoa FELIZ!

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Quebra Cabeças

 Texto de Amy Toohill – tradução de Sérgio Barros.

"Ganhei de um amigo, há dois meses, um quebra-cabeça de 1.500 peças.
Eu não montava um quebra-cabeça desde que era criança.
É engraçado como nós deixamos de fazer certas coisas quando crescemos: quebra-cabeças, colorir, brincar com bonecas, pular corda, pique de esconder...

Coisas que nos trouxeram tanta alegria quando criança, nós paramos de fazer quando alcançamos certa idade – é uma vergonha, não é?
Devo admitir, eu aproveitei o quebra-cabeça.
Embora muito frustrante às vezes, era um bom desafio. Cada vez que eu achava uma peça que se encaixava, era extremamente recompensador.

Bom, e daí?

Você já percebeu quantas semelhanças existem entre um quebra-cabeça e a vida?
Num quebra-cabeça, cada peça é parte muito importante no grande quadro.
Na vida, são as pessoas e os acontecimentos as partes importantes.
Como peças de um quebra-cabeça, cada um de nós é único, especial em seu próprio jeito.
Embora semelhantes, não há dois iguais.
Ironicamente, são nossas diferenças que nos fazem “encaixar”.
Enquanto eu trabalhava no quebra-cabeça, havia uma peça que eu estava certa de pertencer a um ponto particular.
Mas não encaixava.
Acabava voltando a ela tentando encaixá-la, me esquecendo que havia tentado. Eu tinha meu pensamento focado no fato de que eu sentia que a peça era daquele espaço.
Penso em quantas vezes eu fiz a mesma coisa em minha vida.
Tentando fazer acontecer coisas que simplesmente não era para ser.
Tentava várias vezes, chegava ao ponto de forçar, mas não era para ser... e nada do que eu fiz mudou isso.
Se você já montou um quebra-cabeça, sabe como é perder tempo procurando um pedaço específico.
De repente parece tão óbvio... mas eu não conseguia achar.

Consegui foi embaralhar ainda mais as peças.

Fiquei frustrada e decidi deixar pra lá e ficar longe dele.


Quando voltei mais tarde, eu achei a peça imediatamente.
Estava bem na minha frente desde o começo.
Minha vida foi assim muitas vezes.
Tentava entender por que certas coisas aconteciam e do jeito que aconteciam.
Procurava as respostas por todos os lados e às vezes as respostas estavam bem na minha frente.
Era só dar uma paradinha, um pequeno passo atrás, respirar e acalmar que as respostas me encontravam.

Olhando as peças deste quebra-cabeça, eu penso nas “peças” de minha vida: minha família, meus amigos, acontecimentos, marcos, celebrações.

Uma mistura de bom e ruim, alegria e lágrima, felicidade e tristeza.
Penso em todas as peças que imaginei sem importância e sem propósito.
Reflito em todas as peças que em minha vida me fizeram perguntar...
“Por que, meu Deus?” ... “Por que isto?”
E repetidamente percebi que por causa dessas peças, outras peças se encaixaram tão bem.

Tudo em nossa vida acontece por uma razão.
Cada acontecimento, bom ou mau, como uma peça do quebra-cabeça.


Deixe uma peça de fora e se quebra a harmonia inteira do produto final.
Talvez ainda não possamos entender o papel importante de cada peça em nossa vida, ainda existem muitos buracos e o quadro ainda não está claro.
 Mas sei que quando minha viagem nesta vida estiver concluída, e a peça final estiver em seu lugar, eu entenderei.
E serei capaz de ver o quadro completo e a beleza de cada peça.
Até lá, continuarei a viver com fé.
Sabendo e confiando que todas as peças que eu preciso estão aí e que é só uma questão de tempo até que se encaixem bem.
Lembrarei de que há um grande quadro, um plano para mim, e que sou incapaz de ver agora.
Acreditarei que cada peça em minha vida, mesmo as dolorosas, tem propósito e cumprem papel importante.
E quando estiver fraca, procurarei força pela oração.
Farei isto até que a obra-prima de Deus em mim estiver finalmente completa, e Ele então cochichará...
“Muito bom! Está feito!”"
fonte texto e fotos internet
Bjs no coração!

14 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

gostei dessa mensagem. Realmente temos que acreditar que a vida é como um quebra cabeças, cada peça tem importância para completar o quadro.

Bom dia pra vc, querida Nilce!

Lu disse...

Oi Nilce
tudo bem com vc? Qto tempo né... mas as férias foram ótimas. A Mariana tá uma fofa.
E a Mi e o Moroz estão bem?
Bjs para vcs.
Lu

ESPERANÇA disse...

oi amiga fico tao feliz de ver seu carinho toods o dias no meu blog desculpa se estou ansente com voce mais aqui anda um pouco corrido mais espero que volte tudo ao normal em breve beijossss eternacontante

lolipop disse...

O seu texto é belíssimo, minha amiga querida, e super inspirado e verdadeiro...Parabéns, mas daqueles bem sentidos...A analogia não podia estar mais perfeita.
Nossa vida é um puzzle gigante mesmo, mais uma sucessão de pequenos acontecimentos do que um único grande drama.
TERNURAS MUITAS
MARGARIDA
PS Logo respondo a vc, sim?

Barbie Girl disse...

Que post mais verdadeiro!

Realmente nossa vida pode ser comparado a um quebra cabeça, onde todas as peças tem fundamental importância para crescimento, aprendizado, amadurecimento, enfim peças que colaboram para o desfecho de grandes momentos vividas nesse plano terrestre.

Obrigada pelas palavras ontem e pelo carinho!

beijos

Denise disse...

Uau, que lindo texto!
Vc como sempre nos enchendo de alegria e inspiração!
Tenha uma ótima quarta-feira!
Bjinhos

Jacky Simionato disse...

Ahhh que delicia,
é tão gostoso fazer coisas que faziamos quando eramos criança, né?
beejo beejo":"

Betty Gaeta disse...

Oi Nilce,
Parabéns pelo texto. A vida é isto mesmo, um quebra cabeças, será que conseguiremos montá-la totalmente?
Bjkas e uma ótima quarta-feira para vc.

Kariane . disse...

Ah, adorei o texto, já no começo me lembrei desses dias atras, em que eu estava na casa do meu pai onde minha sobrinha de 6 anos mora, encontrei uma corda dela de pular, e voltei à minha infancia. Uma coisa tão simples mas tão gostosa de se fazer!
E o texto me lembrou de quando eu era bem mais novinha, criança ainda, quando eu e minha mãe e irmã montavamos quebra-cabeças, que saudades, naquela época era apenas uma brincadeira, mas agora vejo como um simples quebra-cabeça pode ajudar a gente a refletir sobre a vida.

Beijão!
Kari.

Iram M. disse...

O legal que só fui perceber que era um texto e não vc realmente brincado com o quebra cabeça, agora no final do texto. Me amarrei! lINDO como sempre são os seus textos
Beijos


Iram

cantinho she disse...

Simplesmente sensaaaaaaaaaaaaaaacional! Maravilhoso mesmo!
Beijo, beijo queridonaaaaa!

José Sousa disse...

Mas que maravilha! Mais um artigo para valorizar minha sabedoria. Vá até ao meu novo blog, só de poesia.

www.minhaalmaempoemas.blogspot.com

Um grande abraço

Nilce disse...

Oi, Pessoal

Não estou conseguindo comentar aqui. Minha net resolveu ficar jurássica.
Até para visitá-los tá difícil...
Eu 'tô' com medo de bater naquele homem que diz que está tudo em ordem. Ele vem amanhã de novo.
Socorro!

Bjs no coração!

Nilce